O que aprendemos com "O Pequeno Príncipe"?

11 janeiro 2017


Eu confesso.
Na primeira vez que li este livro, eu não entendi a profundidade contida nas palavras e no pensamento simples deste livro infantil. 
Por isso, eu fui pesquisar quais os reais significados e lições que todo mundo diz que absorve ao ler esta história. 


No ano passado a revista Exame divulgou 5 lições comprovadas que podemos extrair dessas páginas. São elas: 

1. Devemos nos reconectar com nossa criatividade da infância

No livro, o pequeno príncipe mostra um desenho que ele fez, de uma jibóia devorando um elefante. O que para ele e para qualquer criança seria óbvio, quando mostrado a um adulto, eles veem apenas um chapéu comum. 

Lição: Não perca sua criatividade e a capacidade de imaginação quando crescer. 

2. Para apreciar os simples prazeres da vida, precisamos ser menos sérios

Em suas viagens pelos planetas, ele conta que conheceu um homem de negócios muito sério, que apesar de afirmar ser feliz, pois era dono de todas as estrelas, ele na verdade era solitário e tinha uma vida monótona. 

Lição: De que adianta ter tudo, se não há ninguém com quem compartilhar? 

3. Dar um tempo a si mesmo é a chave para a felicidade 

Em outro planeta, o pequeno príncipe relata que encontrou um acendedor de lampiões que não conseguia descansar nem um minuto pois precisava acender e apagar o lampião a cada um minuto, Tempo que levava para o planeta dar uma volta completa formando um dia. 

Lição: Parafraseando Ferris (Curtindo a vida adoidado) - A vida é muito curta, e se você não parar para curti-la de vez em quando, ela simplesmente escorre pelos seus dedos. 

4. Precisamos ter coragem para explorar

No próximo planeta, o príncipe conhece um geógrafo que escreveu livros enormeeees. Ele logo pensa que o senhor em questão é um aventureiro, mas descobre que ele nunca saiu de sua escrivaninha. 

Lição: Precisamos deixar a nossa "zona de conforto", para descobrir coisas maravilhosas. Arrisque-se e poderá ser recompensado com experiências únicas. 

5. É melhor escolher com o coração 

A raposa fala ao pequeno príncipe que "o essencial é invisível aos olhos". O que ela quer dizer com isso é que o que realmente importa esta dentro de nós. 

Lição: O que realmente importa é o que você tem dentro de si; se você é uma pessoa de bom coração; se é gentil; o exterior é supérfluo. Pense com seu coração e saberá o que realmente importa.


Essas foram as lições comprovadas. Mas podemos extrair muitas outras, como fez a Paty Pengorin em seu blog. Eis algumas...

O valor das coisas não estão nos números 

“Se lhes dou esses detalhes sobre o asteróide B 612 e lhes confio o seu número, é por causa das pessoas grandes. Elas adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, as pessoas grandes jamais se interessam em saber como ele realmente é. Não perguntam nunca: ‘Qual é o som da sua voz? Quais os brinquedos que prefere? Será que ele coleciona borboletas?’ Mas perguntam: ‘Qual é sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai?’ Somente assim é que elas julgam conhecê-lo. Se dizemos às pessoas grandes: ‘Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado…’, elas não conseguem, de modo algum, fazer uma ideia da casa. É preciso dizer-lhes: ‘Vi uma casa de seiscentos mil reais.’ Então elas exclamam: ‘Que beleza!’ (…) Elas são assim mesmo. É preciso não lhes querer mal por isso. As crianças devem ser muito tolerantes com as pessoas grandes”

Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje

“Os baobás antes de crescerem são pequenos”
As melhores coisas da vida são as consideradas "pequenas"

“Conheço um planeta onde há um sujeito vermelho, quase roxo. Nunca cheirou uma flor. Nunca olhou uma estrela. Nunca amou ninguém. Nunca fez outra coisa senão contas. E o dia todo repete, como tu: ‘Eu sou um homem sério! Eu sou um homem sério!’ E isso o faz inchar-se de orgulho. Mas ele não é um homem; é um cogumelo”
As dificuldades existem para crescermos e o crescimento nos faz mais melhores

“É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas”

Recomendo fortemente que se você ficou interessado em conhecer mais lições sobre "O Pequeno Príncipe", visite o site da Paty, pois ela listou 21 lições que tirou deste livro e são todas muito interessantes.
Agora eu irei reler este livro com outros olhos mediante esta pesquisa. E você? Quais lições você tirou quando leu "O Pequeno Príncipe"?



Fonte: http://exame.abril.com.br/ciencia/5-licoes-de-vida-comprovadas-de-o-pequeno-principe/
Fonte: http://patypegorin.net/o-pequeno-principe/

19 comentários:

  1. Nat!
    Dificilmente faço releituras de livros, porém o Pequeno Príncipe é um dos poucos que leio de quando em quando, porque a cada leitura, descubro novos ensinamentos e tenho uma nova perspectiva. Desde a infância que o leio e não me canso, por mais que saiba as falas decoradas e todo o enredo, é sempre um bálsamo a cada nova releitura.
    “O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu preciso reler este livro. E A arte da guerra...

      Excluir
  2. Eu sou super suspeita para falar qualquer coisa deste livro, pois ele permeia minha infância e adolescência inteira, sempre fui fã de tudo o que contém esses lindos ensinamentos e especialmente pelas metáforas que Exupéry coloca no livro inteiro, acho que é um clássico para todas repito, todas as idades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só fui ler este livro adulta, mas confesso que preciso reler.

      Excluir
  3. É muita coisa pra se tirar desse livro porque em nenhum momento deixa de ser incrível e educador.
    Quando li a primeira vez era bem pequena, foi uma leitura de escola e logo depois iriamos assistir ao filme. Claro que na época não entendia quase nada.
    Mas o que importa é a cada nova leitura algo diferente aparece para nos ensinar. Indico a todos que ainda não leram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei uma série em desenho no Netflix, e já coloquei na minha lista pra ver mais tarde. Meu marido disse que via essa série quando criança e adorava. O filme eu nem me toquei da existência, mas agora que você falou, vou procurar.

      Excluir
  4. Sempre li várias frases do livro em vários lugares... Mas curiosamente não li o livro!
    E a grande maioria das frases nos trás reflexões lindas! Mas acredito que a maioria das crianças não entendam o real significado.
    Uma frase que adoro é essa:
    "As pessoas são solitárias porque constroem muros ao invés de pontes."

    Nos protegemos tanto,que muitas vezes ficamos sem ninguém. :/

    ResponderExcluir
  5. Esse livro por mais infantil que pareça podemos extrair várias lições. Uma que eu gostaria de comentar é sobre os baobás, não na parte metafórica, mas sim na real, ele são nossos medos, angústias, problemas, que quanto mais alimentamos mais fortes e maiores eles se tornam, por isso que temos que cortá-los pela raiz.

    ResponderExcluir
  6. eu tenho que concordar quando eu era pequena li e aprendi poucas coisas com o livro
    mas a cada releitura eu aprendo mais e tiro mais lições
    tinha um professor que disse que era um livro para você ler quando criança e depois quando você é adulto para ver se sua opinião mudou
    a última vez que eu li foi num curso de idiomas (prova) impressionante que cada um da turma teve uma lição diferente e cada personagem cativou de um jeito e ensinou algo

    ResponderExcluir
  7. Amo O Pequeno Príncipe! O meu primeiro contato com a história foi quando eu era muito criança e minha mãe leu pra mim. Claro, que em uma idade tão pueril, não consegui entender a complexidade da história! Mas ao longo dos anos de vez em quando gosto de tira-lo da estante e fazer uma releitura, me impressiono como a cada leitura tenho uma nova perspectiva sobre a história desse principesinho! Adorei seu post, admito que você citou lições que eu ainda não tinha percebido nas minhas leituras! Ainda acho que a melhor lição é "O essencial é invisível aos olhos".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais interessante ao ler os comentários de vocês, é perceber que cada leitor tira um quote diferente que o marcou. Isso é sensacional.

      Excluir
  8. Estou me sentindo a diferentona porque eu até agora não li O Pequeno Príncipe e na verdade mesmo é que não tenho muita animação ou interesse de ler, apesar de tantas pessoas falarem mil maravilhosas e de todos os ensinamentos que ele trás. Um dia talvez eu leia mas acho que não agora *não taca pedra em mim pls* kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está tudo bem. Cada um tem que ler o que quiser e quando quiser. Eu por exemplo, não li Harry Potter. Me encheram tanto o saco...fizeram tanto bullying comigo no ano passado por causa disso, que eu comecei a ler a série e...odiei. Mas eu adoro os filmes! Sou fã dos filmes!! Mas odiei os livros. Tô parada no terceiro até hoje. Se não tivesse sido pressionada e tivesse lido quando quisesse, talvez fosse diferente...

      Excluir
  9. Ah, O Pequeno Príncipe... livro maravilhoso!
    Eu acho que todo mundo deveria ler esse livro. Cada ensinamento que você listou realmente é possível captar no livro e refletir bastante. Quem pensa que é apenas um livro pra ler e esquecer na estante está bem enganado. O melhor ensinamento pra mim é que devemos seguir o coração sempre!

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Só fiz uma leitura desse livro e não por completo. E há pouco tempo! Mas concordo que é uma leitura cheia de reflexão e com mensagens bonitas e verdadeiras. Claro que pretendo ler novamente. Ler quotes motivam mais ainda!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reparou nos comentários dos seus colegas? Cada um separou um quote diferente que o marcou, e isso é muito legal. É muito bacana ver como um livro pode influenciar de tantas formas diferentes as pessoas. =)

      Excluir
  11. Essa edição é maravilhosa!! Infelizmente eu não tenho coragem de compra-la pq o volume que eu teho é antigo, era da minha vó...Daí vc imagino o apego emocional hehehe
    a primeira vez q eu li esse livro eu tbm nao entendi tudo isso, pq eu era criança, mas depois de adulta eu reli e achei a coisa mais fofa <3 não cheguei à esse numero de ensinamentos, mas hahahaha

    bjbj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho esse apego emocional com alguns livros da Agatha que também pertenciam a minha avó, então super te entendo.

      Excluir
  12. Eu simplesmente amo esse livro e as lições que ele traz! Também não entendi muito bem da primeira vez que li, mas na segunda cheguei a me emocionar. Tenho 3 versões do livro e estou procurando uma "original", em francês.
    Com certeza é um livro que quero que meu filho e netos leiam e entendam a essência ♥

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir