Cem anos de Solidão de Gabriel García Márquez

13 abril 2017


A saga da família Buendía é contada nesta fascinante história do escritor colombiano Gabriel García Márquez. A maneira como ele envolve o leitor através de reviravoltas e na brincadeira com os nomes dos familiares  ao longo do período de 100 anos é fantástico.  
(Todos os homens se chamam José Arcadio, Arcadio José, Aureliano, Aureliano José, e por aí vai... chega uma hora que você fica meio perdido com tantos nomes).
Não tem como você ler este livro, e instintivamente, não ir anotando e montando a árvore genealógica da família.
O enredo é muito bem desenvolvido e é impossível parar de ler; não é à toa que o livro ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1982.





Este livro é considerado uma das obras mais importantes da literatura latino-americana e recentemente foi escolhido para integrar a lista de 100 melhores livros da história.
O livro que possuo é muito velho. Pra vocês terem noção, não tem nem o ISBN na capa do livro. E é capa dura! Editora Record fazendo livro em capa dura!!! Vou tentar ser a mais precisa possível, e fazer uma sinopse/ resenha para vocês.
(senta que lá vem 100 anos de história!)


Tudo começa quando Úrsula Iguarán e José Arcadio Buendía decidem encontrar o caminho para o mar. Porém depois de muito procurar, eles não encontram o caminho e decidem fundar uma cidade aonde estavam. Úrsula tinha medo de ter relações sexuais com o marido, pois como eles eram primos, os filhos deles iríam nascer com rabo de porco. José Arcadio Buendía finalmente, consegue tomar a mulher para si, e nove meses depois nasce José Arcadio. Posteriormente, nasceria Aureliano Buendía e Amaranta. Algum tempo depois chega a menina Rebbeca carregando os ossos dos pais dentro de um saco e acaba sendo adotada por Úrsula e José Arcadio Buendía. (E aí? Já se perderam? Eu falei que era melhor fazer a árvore genealógica...).




Os anos passam, uma cidade (Macondo) começa a surgir em volta da casa dos Buendías e os meninos José Arcadio Buendía e Aureliano José crescem. José Arcadio acaba se envolvendo com Pilar Ternera, uma mulher fogosa da aldeia (que mais tarde, viraria a dona do bordel da cidade) que acaba engravidando e dando a luz a Arcadio. José Arcadio, receoso com a gravidez de Pilar Ternera, vai a tenda dos ciganos que uma vez ao ano visitavam a cidade, e conhece uma cigana com quem foge no mesmo dia. Aureliano José (irmão de José Arcadio) também tinha encontros amorosos com Pilar Ternera e desses encontros nasce Aureliano José.


Anos mais tarde, José Arcadio volta a Macondo, cheio de tatuagens conseguidas nos navios piratas e com o povo cigano, e esposa a própria irmã - Rebecca. Aureliano Buendia, por sua vez, apaixona-se pela menina Remédios, que ainda fazia xixi na cama quando ele já era um homem. Ele decide esperar que a menina cresça para poderem casar. Depois de perder sua amada Remédios, Aureliano José se envolve com a política, começa uma guerra e acaba virando Coronel. Enquanto estava na guerra, era comum as mães enviarem suas filhas à tenda do coronel durante à noite, logo, Aureliano José acabou tendo 17 filhos, que foram batizados por Úrsula conforme apareciam em sua casa. Todos receberam o nome do pai (Aureliano).



Amaranta, apaixona-se por Pietro Crespi, um forasteiro que vem a cidade para ensinar Amaranta e Rebecca a dançarem. Porém Pietro apaixona-se por Rebecca. Amaranta passa a fazer tudo para impedir o casamento dos dois. Posteriormente Pietro se apaixona por Amaranta, mas essa não o dá esperança, e quando este se mata, ela queima as mãos em punição por ter renegado o amor de Crespin e passa a viver suspirando pela casa pelo amor perdido. Acaba tendo um caso com o sobrinho Aureliano José, mas permanece virgem até a morte.  


Arcadio casa-se com Santa Sofia de la Piedad e tem três filhos: os gêmeos José Arcadio Segundo e  Aureliano Segundo e Remédios, a bela (batizada em homenagem a Remédios).
Remédios, a bela, era uma menina tão pura que não entendia por que as pessoas precisavam andar vestidas. Um dia, ela simplesmente subiu aos céus para espanto de Úrsula e Rebecca.
Aureliano Segundo casa-se com Fernanda, uma jovem que diziam-lhe ser uma princesa. Mesmo casado, ele possuía uma amante - Petra Cotes.



Da união de Fernanda e Aureliano segundo nasce Renata Remédios, que se envolve com Maurício Babilônia e vai parar em um convento grávida de Aureliano Babilônia, que terá um caso com sua tia Amaranta, filha de Aureliano Segundo com Fernanda. Esta conceberá o último dos Buendías - Aureliano - que nasce com rabo de porco fechando o ciclo da família Buendía e a maldição de que duas pessoas da mesma família não poderiam ter filhos. Tem mais coisa no final, mas eu não vou contar...
Ufa!
Bem resumidamente é isso. Mas existem muitos outros personagens que compõem a história, e muitos outros dramas pessoais que não são tratados neste post. Sei que parece confuso, mas o livro é muito... MUITOOOOO LEGAL!!!!


Pra ajudar a entender:



E ai? Entendeu?Não?! Então conta pra mim quando foi que você começou a ficar perdido, ok? Hahahahaha


Editora: Record
ISBN: não achei no meu livro!!!
Ano: 1980
Páginas: 365

22 comentários:

  1. Oi Natalia, acho que me perdi no começo rsrsr. O livro parece mesmo bem legal, mas precisa ser lido com bastante atenção pra não se perder realmente, pois há muitos personagens. A história carrega uma grande importância cultural sendo um dos 100 melhores livros e espero um dia ter a oportunidade de ler ;)

    ResponderExcluir
  2. Credo Natalia, quantos Arcadios tem nesse livro?????
    Realmente a coisa toda é muito confusa!
    Para entender bem essa história ,é preciso paciência e um caderninho e lápis na mão. ;)

    ResponderExcluir
  3. Nati, o que é isso?!!
    Cá entre nós, nem com a árvore genealógica eu entendi. E quando foi que eu fiquei perdida? Desde o começo. Uau!! Dou meus parabéns para o autor por ter criado uma história com tantos personagens e claro, o rabo de porco também não pode ficar de fora, né? Afinal tudo começa e termina com ele.
    Não sei se leria, pois minha memória é horrível e acredito que a trama seria confusa para mim, mas para quem gosta, é uma dica ótima.
    Bjos!!

    ResponderExcluir
  4. Parece ser um livro bem legal mesmo, com um certo diferencial.
    E que nomes são esses? SENHOR! HAHAHA
    Do inicio o leitor já perde facinho facinho.
    Mas achei curioso, até tendo um enrendo bem desenvolvido, dá até mais vontade de conhecer a obra.
    Não conhecia ainda e super me interessei.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Recentemente tive vontade de ler esse livro, mas acabei não pegando ainda. Não sei quando consigo =/
    E nossa, esse livro da editora não conhecia. Capa dura ainda por cima! Esse é bem antigo mesmo heim!
    A história parece muito boa, cheia de dramas e acho que iria gostar de conhecer tudo isso. Mas é muito personagem! Nossa, pode fazer uma confusão na cabeça mesmo. É muita conexão pra lembrar, só com um guia pra não se perder totalmente, hahaha xD
    Mas vale a pena né. É uma história e tanto.

    ResponderExcluir
  6. Livro maravilhoso!! Quando comecei a ler essa história, sofri um pouco. Os parágrafos longos e a repetição de nomes me deixaram um pouco perdida. Mas decidi continuar, afinal precisava saber porque o livro é tão amado. E descobri. E me apaixonei. Depois de umas vinte páginas a leitura começou a fluir fácil e eu fui transportada para este universo fantástico. Todos deveriam ler.
    Beijos, Nati!

    ResponderExcluir
  7. Nat!
    Tive oportunidade de ler esse livro há uns mais de 20 anos atrás e a primeira coisa que fiz para entender melhor, foi justamente uma árvore genealógica, porque são tantas personagens que no começo fiquei um tantinho enrolada, depois, foi 'só ir para a galera' e apreciar essa obra fabulosa que fala sobre a famílias e muitos outros assuntos paralelos.
    “A sabedoria começa na reflexão.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  8. Me sinto extremamente mais normal depois de ler esse post, pois eu quando li tinha uns catorze anos e fiz uma cartolina imensa com a árvore genealógica e alguma característica específica de cada personagem porque eu me perdia demais, mas mesmo assim é uma leitura maravilhosa, aliás a melhor que fiz em minha vida! Eu tinha essa edição mas perdi ela e hoje só dá saudades!

    ResponderExcluir
  9. Eu não gosto muito de literatura.
    Acho que porque eu não entendo ainda muitas coisas, elas não chamam a minha atenção!
    Mas o livro em si é lindo! Amei a capa e é interessante saber que ele entrou para os 100 melhores livros do mundo!

    ResponderExcluir
  10. Oi Naty, tudo bem?
    Que baita confusão kkkkk
    Vou ter que ler mais algumas vezes pra pegar o fio da meada kkk
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  11. oi naty!
    eu não consigo fazer nem a MINHA árvore genealógica, imagine a alheia
    ler mais umas 10x para tentar entender
    eu tava paquerando com a sua edição, mas ai vc falou que era antiga e muita coisa se explicou..

    ResponderExcluir
  12. Oie! Nunca ouvi fla desse livro acredita, parece bom e confuso ao msm tempo, mas vou anotar a dica pra conhecer e sair da minha zona de conforto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi Nati....
    OMG.... Que confusão.... Confesso que me diverti com seu post, mas ainda não tive a oportunidade de ler esse livro... A ideia de criar uma árvore genealógica quando há essa quantidade imensa de personagens e com nomes semelhantes é a melhor coisa que podemos fazer para compreender um pouquinho mais do livro... Um livro que ganhou um Nobel merece entrar em minha lista de leituras...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  14. Nossa fiquei confusa e zonza desde o começo, não fiz a árvore para poder acompanhar deu nisso rsrs. Nossa muita gente, muitos nomes tem que ler com bastante atenção e ir fazendo anotações para não se perder.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Natalia!
    Me perdi no quarto parágrafo quando os anos se passam rsrs, mas depois de ler mais duas vezes consegui entender, contudo, Cem anos de Solidão não faz o meu estilo de leitura, não curto livros que possue tantos personagens e tantos dramas pessoais...
    Mas eu me encantei por essa edição de capa dura, é linda!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Olá.
    Já conhecia o livro, apesar de ainda não ter lido. É uma leitura bem complexa, porém tem uma mensagem bem profunda também. Uma leitura para ser feita com paciência, tempo e muita observação. E a edição está belíssima!
    Ótima resenha, parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi Nat.
    Bom Nat eu fiquei perdida desde o começo risos são muitos nomes muitos personagens para gravar árvore genealógica até que ajudou um pouco mas ainda assim fiquei muito confusa.
    Eu adoro livros antigos e velhos e sua edição realmente é uma Raridade Adorei essa capa mas não sei se leria.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Nat!!
    Fiquei mega confusa com tantos personagens e nomes repititos!! Credo fiquei até com dor de cabeça!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  19. PRA QUE tanto nome igual, meu Deus do céu!? Só pra deixar a gente doido, deve ser por isso.
    Já ouvi falar muito desse livro, mas acho que foi a primeira resenha que li dele. Outro que com certeza precisa de um bloquinho de anotações do lado pra não ficar perdido.
    Apesar de ter me interessado por conta dessa "coisa" dos nomes, sei que no momento não leria, pois busco leituras mais leves e menos complexas.
    Ah, comecei a ficar perdida no momento em que apareceu a menina com um saco com os ossos dos pais. Fiquei QUÊ e tive que reler, porque entendi que os ossos eram do casal principal
    Enfim, eu hein! hahah

    ResponderExcluir
  20. Oi mana, eu já conhecia o livro mas não tenho interesse ler esse livro, não faz meu estilo e livros assim me dão um sono que só Deus salva kkk Mas não se pode negar que essa edição é belíssima e merece ser exposta na estante.

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Já vi muitos comentários sobre os livros do Gabriel García Márquez, o que me deixou bem curiosa para poder conhecer sua escrita, ainda não conhecia esse livro dela, mas a historia e mesmo um pouco confusa, porém essa arvore genealógica ajuda muito o leitor ao longa da leitura, esse edição sua é bem interessante !!

    ResponderExcluir
  22. Ai que confusão, fiquei confusa como assim todos recebem o nome de Aureliano? Tenho que amadurecer um pouco minhas leituras para fazer jus dessa leitura haha, por hora vou passar, espero um dia conseguir entender esse livro.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir