Definitivamente eu não entendo poesia

07 outubro 2017


Eu não sei se isso acontece com vocês, mas todas as vezes que meus amigos decidem abrir espaço na estante deles, a minha fica consideravelmente mais abarrotada! Rsrsrsrs

E foi dessa forma que o livro "Um útero é do tamanho de um punho" chegou as minhas mãos. 
Confesso que não leio poesia, portanto, não me sinto qualificada a dizer se a autora é uma grande poetisa ou não, mas eu entendo de livros.
E como já disse várias vezes neste blog, livros tem um objetivo e precisam cumprir o propósito deles.
E, sinceramente, não consegui entender o objetivo deste livro.




Qual o objetivo de um livro que coloca uma poesia pra falar de uma mulher que gosta de botar o dedo no cú dos outros? 


Ou que tem uma fixação inexplicável por mulheres sujas e suas variações de sujeira. 


Como minha experiência com poesia se resume A Divina Comédia de Dante e um ou outro texto de Maria Clara Machado da época da escola, eu deixarei vocês definirem se eu estou exagerando. Mas eu só queria entender qual o objetivo da autora ao fazer poesias que não tocam o leitor; não acrescentam nada a vida do leitor; e tão pouco são exemplos de métricas ou estética poética. 

Se alguém tiver a mais vaga ideia, escreva um poema nos comentários deste post.  


Editora: Companhia das Letras
ISBN-13: 9788535929829
Ano: 2017
Páginas: 96

0 comentários:

Postar um comentário