Sound Branding: A vida sonora das marcas de Zanna

16 outubro 2017


Como anda o seu Sound Branding?  


Esta semana eu terminei o livro "A vida sonora das marcas", e além de discutir cases de marcas que utilizam a nossa percepção auditiva para conquistar os consumidores (seja com uma trilha sonora característica na loja, ou através de uma assinatura sonora, como o "Plim Plim" da Globo, ou a música da Coca Cola), o livro também discute a poluição sonora que existe ao nosso redor (e como ela nos afeta), bem como o nosso Sound Branding.

PS: Agora que falei da música da Coca Cola, lembrei que tá chegando o fim do ano e com ele vem o caminhão da Coca Cola! Sim, eu adoro ver o caminhão todo iluminado passando na minha porta tocando a musiquinha. Mas não bebo refrigerante... #mejulguem

Mas enfim...voltando ao nosso Sound Branding... Que porcaria é essa, você deve estar se perguntando?



Sound Branding é como nós usamos a nossa voz para nos comunicarmos com o mundo.
Vou dar um exemplo. No início deste ao eu tive que retirar um tumor da tireóide (na verdade, eu tive que retirar tudo) e isso lesionou a minha corda vocal. Eu não conseguia falar alto. As pessoas precisavam se aproximar e, às vezes, fazer leitura labial pra me entender.

E ai eu vi uma mágica acontecer.
Se antes as pessoas achavam que eu estava sempre estressada e puta da vida, agora elas me questionavam se eu estava triste, ou por que eu estava tãooooo calminha.

Vejam bem... eu continuava achando aquelas pessoas idiotas e eu continuava reclamando que tudo ao meu redor estava errado.
A diferença era o meu tom de voz.
Só isso.

"Saiba que o seu tom de voz exerce uma grande influência na maneira como as pessoas recebem o que você diz. Você pode falar a mesma coisa com um tom de voz diferente e transformar completamente o significado da sua mensagem. Portanto, o significado pode se perder ou ficar totalmente modificado pelo som que emprestamos às palavras."

E ai vem a pergunta do dia? Como anda a sua Sound Branding?
Pessoas com a voz estridente e fala rápida demonstram ansiosidade e tensão. Já quem fala muito baixo, exigindo esforço para ser atendido,. demonstra timidez, mas também pode ser uma estratégia para e fazer ouvir no meio de várias pessoas querendo chamar a atenção no grito.

Quantas vezes você já presenciou alguém tentando falar mais alto do que a outra pessoa para chamar a atenção? 
Qual é a mensagem que você esta passando para os outros? 
Qual marca tem um som que lhe é familiar e que você mantém uma memória afetiva, como eu tenho com a Coca Cola? 


0 comentários:

Postar um comentário