Sedução ao amanhecer por Lisa Kleypas

09 abril 2018


Vocês conhecem a maldição do segundo livro? 
Se você não sabe do que estou falando, em uma série, o livro do meio (ainda mais quando é uma trilogia) tende a ser sempre o mais fraco. 
Apesar da série "Os Hathaways" não ser uma trilogia, ela parece sofrer deste mesmo tormento. 

Enquanto no primeiro livro - Desejo à meia-noite - nós tinhamos uma irmã extremamente forte e independente, neste vamos para o completo oposto com uma irmã completamente dependente dos outros após sofrer de escarlatina. Winnifred (não é a bruxa icônica do filme Abracadabra!), ficou com os pulmões frageis após a doencça e vive cansada. 

Aqui precisamos dar uma pausa nessa narrativa, para explicar o primeiro motivo que me deixou chateada com essa série: a falta de pesquisa, ou de uma tradução melhor. 

A autora afirma que Win (vamos abreviar, ok?), seu irmão e a noiva dele pegam escarlatina e que Win fica com graves sequelas nos pulmões e a noiva de seu irmão acaba morrendo. 
Porém, se você pesquisar a doença no Google, ele dá informações bem diferentes... 

Sim, eu sou o tipo de leitora que pesquisa coisas no google quando me deparo com algo que não sei, tipo o que é escarlatina. E nessa minha busca deu que a pessoa, se não tratada, evolui para uma frebre reumática que causa prejuízos ao CORAÇÃO! Não PULMÃO
E segundo os médicos do Google, ela não mata por se tratar de uma doença infecto contagiosa leve, mas ok... vamos relevar isso, pois não sabemos se no século XVIII já havia a penicilina (outra coisa pra procurar no Google) 

Ok. Temos um possível erro que muda muita coisa da história, mas afinal qual é a história? 

A história gira em torno de Win, que é apaixonada pelo cigano mascote/irmão/segurança da família Hathaway, mas cujo o amor não é correspondido porque o cigano acha que irá desonra-la e mata-la com sua brutalidade e posição menos desfavorecida na sociedade londrina, ou seja, bem abaixo dos cachorros. 
Mas Win esta disposta a lutar contra tudo e todos para convencer esse cigano teimoso feito uma mula de que eles podem ficar juntos. E com isso, ela parte pra França para fazer um tratamento nada ortodoxo para a época e curar seus PULMÕES. 
Ela volta após um tempo e parte pro ataque. 
Basicamente é isso. Não é nem de longe tão envolvente quanto os protagonistas do livro anterior, pois os protagonistas deste livro são menos tempestuosos e isso é o que dá tempero nesses romances de época (na minha opinião). 

Outro ponto que faz com que o primeiro livro seja melhor do que esse é o final. 
Sim, o final. 
Lembram que eu falei na resneha de "Desejo à meia-noite" que finalmente tinha encontrado um livro em que o galã não era um lorde inglês ou um highlander sinistrão? Então... esqueçam isso. A autora que estava me surpreendendo por não cair no clichè.... caiu. 
Vamos ver o que ela irá aprontar no próximo livro da série, agora que seus personagens ciganos acabaram...

Série: Os Hathaways - 2
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411652
Ano: 2013
Páginas: 256


0 comentários:

Postar um comentário