Hunter

04 março 2019


Hunter é o segundo livro que leio da autora Andy Collins, porém, é o primeiro livro de romance Dark lançado pela autora com a The Gift Box Editora.

Um romance Dark é quando o protagonista não segue aquela fórmula típica de mocinho, sabe? Na verdade, se ele não fosse o protagonista, poderia muito bem ser o vilão da história e você iria amar do mesmo jeito.

Em Hunter, nós conhecemos Faith, uma mulher casada que se vê raptada pelo próprio marido que a leva ao quartel da SIRIS, uma organização responsável por lidar com assuntos "delicados" quando a diplomacia e as organizações governamentais tradicionais falharam.
E por que raios ela foi sequestrada e levada pra lá? Ela não faz ideia.

Tudo que ela sabe é que será treinada por seu ex-marido e pelo pior pesadelo dos bandidos caçados pela SIRIS: Hunter

Hunter foi salvo pela SIRIS dos Lobos, uma organização com mais tentáculos do que um polvo em tudo que é crime que vocês possam imaginar. Ele era tratado pior do que um cachorro e jurou que iria matar todos os Lobos. E ele faz isso. Com muito sangue. Com muita violência. E com muita crueldade.
Eu já disse que ele poderia facilmente ser o vilão da história? Pois é, ele poderia ser o vilão.

Quer saber mais sobre essa história? Então confere o vídeo abaixo.

5 comentários:

  1. Não sei se é pelo teu jeito empolgado de divulgar e resenhar, mas assim como no vídeo anterior do livro "No Badalar da meia noite", Hunter aguçou muito minha curiosidade e essa dica veio bem a calhar, pois estou querendo adentrar o livros nacionais. Li a pouco O vilarejo e quando tu meio que associou ao Raphael/sangue, pensei, putz.. esse livro deve ser punk. Já sei que tem partes calientes e sangrentas, mas deve ter uma aventura eletrizante super envolvente, ainda mais que é curtinho. Para falar a verdade não conhecia esse gênero Romance Dark, mas pensando bem quando li Gelo Negro e me apaixonei pelo bad boy assaltante, fiquei um tanto confusa, agora vejo que é bem natural isso ahahahahahah.

    ResponderExcluir
  2. Nat!
    Não sabia que era autora nacional.
    Gosto de romances dark e esse parece bem legal.
    (Vai virar vegeteriana? Uauuuuuu... Sucesso!)
    Gosto quando envolve problemas psicológicos e ainda mais quando determinam o porque eles surgiram, já fiquei curiosa.
    Bom quando tem um romance e ainda sim, trechos esqueisitos e reviravoltas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Eu prefiro os romances dark do que os hots. Parece ser bem interessante a trama. Concordo plenamente em relação ao caçar bichinhos, também tenho como objetivo me aproximar desse universo vegetariano, mas ainda não consegui, embora tenha diminuído muito o consumo de carne. Fiquei muito interessado em Hunter. Com certeza vai pra minha lista de desejos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, convenhamos que um personagem masculino tipo bad boy ,ou até pior, aguça os nossos sentidos.Rsrs
    Eu fico aqui imaginando a personagem Faith, super fofa e sensível como nos contou,envolvida com o Hunter,super bruto...ai,ai!
    Esse romance vai dar o que falar.
    E o legal é que nos livros ,esse tipo de envolvimento dá certo . Então vamos sonhar.

    Sem contar que a trama parece que vai muito além de um simples romance.

    E como sempre ,estou curiosa em conhecer a escrita dessa autora nacional.

    Que orgulho!

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nenhum romance dark. Aliás, nem sabia o que era esse gênero. Mas, sabe, gostei hein? Nada como um vilão sendo o personagem principal. Mocinho bom pra que??? kkkkk
    Adoro esse seu jeito empolgante de falar sobre o livro. Me convenceu a ler. Vou encarar meu primeiro romance dark então.

    ResponderExcluir