Viva La France! Vamos conhecer alguns escritores franceses?

20 março 2019


Hoje, dia 20 de março, é comemorado o Dia Internacional da Francofonia. 
Quinta língua mais falada no mundo, e a segunda mais ensinada nas escolas, o francês tem representantes de peso na literatura.
Afinal, é impossível pensar em literatura francesa e não lembrar do clássico "Les miserábles" de Victor Hugo. 

Conhecer Victor Hugo é fácil, mas e os novos escritores expoentes na literatura francesa? Vocês conhecem? Se sua resposta foi não, vem comigo que vou lhe apresentar uma galera bem interessante.  


Jean-Marie Gustave Le Clézio, recebeu o Nobel de Literatura em 2008, sendo o seu livro mais conhecido no Brasil "O Africano", publicado pela extinta Cosac Naify. 



Olha outro ganhador de prêmio Nobel na área galera! Patrick Modiano recebeu o Nobel em 2014 pela obra "Rue des Boutiques Obscures". No Brasil, a obra foi publicado pelo Grupo Editorial Record. 



Michel Houellebecq é o tipo de autor que divide opiniões. Alguns amam, e outros odeiam, mas fato é que todos os livros dele são marcados por temas polêmicos que lhe renderam o prêmio Goncourt, o mais prestigioso da literatura francesa.



Pauline Delabroy-Allard vem ao Brasil no dia 27 de março, no Teatro Aliança Francesa, para falar de seu primeiro romance, Ca Raconte Sarah, publicado na França pela Edições Meia noite (Editions de Minuit) em 2018.
A obra é uma espécie de poema em prosa, retrato de uma cidade, dissecação de um sentimento, esboço de um personagem inesquecível. A trama tem poesia e faz uma reflexão sobre a linguagem e o gênero da ficção. 

Vocês conheciam algum desses autores? Eu acho interessante de vez em quando procurar descobrir autores fora do eixo EUA-Inglaterra. Querem que eu traga outros escritores de outras nacionalidades aqui no blog? deixa ai nos comentários. 

4 comentários:

  1. Que mania de ficarmos engessados em obras (literatura, cinema, girias, costumes etc..) americanas ou inglesas. Há tanta riqueza em outros povos, o bom do Netflix é isso, eles tem uma variedade de filmes de mil nacionalidades, e agora temos esse post que faz o mesmo serviço de divulgação em livros ahahah. Adorei as capas dos livros do Patrick, sempre bom conhecer ideias fora da nossa zona de conforto.

    ResponderExcluir
  2. Nat!
    Ahei fascinante poder conhecer autores franceses mais contemporâneos e confesso que não conhecia nem as obras, nem os autores.
    Conhecia apenas Victor Hugo mesmo e sua tão famosa pobra Os Miseráveis.
    Sempre bom aprender mais.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre tive contato com o cinema francês, mas confesso que na literatura eu deixei a desejar. Tanto que tirando o Victor Hugo não conhecia os outros autores e obras. Fiquei com muita curiosidade para ler algum desses livros e ver como será minha experiência. Acredito que irei gostar.

    ResponderExcluir
  4. Natália, confesso que não conhecia nenhum desses autores,e gostei de conhecê-los.
    E sim!!!!
    Adoraria que você nos apresentasse autores de nacionalidades diferentes.
    Afinal ,temos que sair da zona de conforto. Quantas leituras maravilhosas deixamos de ler por não darmos chances ao "desconhecido".

    Ah, fiquei curiosa em ler o polêmico livro Submissão.

    ResponderExcluir