DAMIEN

18 abril 2019



"Nossa alma é somente nossa, Jas. Ninguém pode destruí-la, corrompê-la ... As coisas ruins não nos moldam.Elas nos ferem, eu sei, marcam nosso passado, mas não são elas que determinam nosso futuro."

Tenho que admitir que finalizei a leitura do primeiro livro, desta série, com raiva do Damien. E, me perguntava como a Anne conseguiria o retirar do limite entre suportável( quase insuportável) e traze-lo para ser um protetor digno. Olha, eu estava muito desconfiada. Mas ... Ela conseguiu, logo nas primeiras páginas, ela já começa a trabalhar o caminho para a rendição.

Amores, venham para a resenha do volume 2 da Trilogia Protetores!


" (...)Você não pode quebrar o que já está quebrado, não é?"
Damien, o irmão egocêntrico de Dominic. Por mais que dê sua vida por qualquer um dos irmãos, ele possui uma fissura em relação as mulheres. Ele amava a sua mãe e não a perdoa por vender o próprio corpo para conseguir drogas. Presenciando, muitas vezes, os atos. Graças, a displicência da mesma que não protegia os filhos, a ponto de dois terem morrido.

Com isto, o Damien generaliza toda e qualquer mulher, principalmente as que atuam no ramo da luxúria. Oferecendo o seu desprezo, desdém e sua face babaca. Pois acredita, que todos decidem como levam a vida. Julgando, " sem dó nem piedade".

Jasmine, mesmo com o nome de princesa Disney, a mesma não cresceu em um castelo e nem foi protegida. Não sonhava com príncipe encantado. Pelo contrário, ela já não acreditava em nada. Ela não teve a opção de escolher. Aquela que deveria a proteger, a vendeu desde nova. Uma mulher resiliente, amorosa, humilde, leal e amiga. Mas o destino colocou Luna em sua vida. E, uma enorme amizade nasceu. A ponto de a amiga, golpear o cafetão de Jas.

Desse modo, a raposinha entra na vida de Damien. Mesmo sem querer, começa a se alojar em sua mente e coração.
" A raposa é arisca, uma predadora capaz de provocar grandes estragos em suas presas ... Mas se você observar mais atentamente, verá que é só um animal frágil, lutando para sobreviver."
 A estória de Damien e Jasmine se apresenta no livro 01. Então, o livro 02 já inicia com Dam no fundo do poço por não saber aonde está Jas. Ele colocou tudo a perder ao tratá-la com superioridade. E após perceber que ela estava o envolvendo em um caminho emocional inesperado, ele tem uma atitude imbecil.

Enquanto isto, a raposinha descobre laços de amizades que se comparam a uma família e aprende o quanto pode ser mais do que demostra.

Ao se reencontrarem, graças ao Dam investigador rss, muitas questões são levantadas. Afinal, você está disposto a se libertar do ódio? E a amar? O que encontramos ao abaixar as barreiras emocionais? Os fantasmas continuarão a pesar no seu presente? O seu passado continuará golpeando- em câmera lenta- quem você é? Será que escolhemos 100% da nossa vida? A resiliência sempre esteve em sua veia ou você se capacita na adversidade? Vale a pena, confiar e se entregar?

E é neste enredo que o casal vai se desenvolvendo em demasia. Você aprende que compartilhar o que está dentro de sua mente é libertador, a Anne Marck reforça a ideia que há amigos que viram nossos irmãos de alma e que o perdão realiza milagres.
" Nossas memórias têm o poder de reduzir o efeito causado por experiências ruins do passado. E é o que eu costumo dizer aos meus pacientes: lutem para construir memórias boas, diariamente, em cada pequeno passo."
Anne Marck soube trabalhar a personalidade do casal, em destaque, e trouxe aqueles já construídos para fortalecer a composição desta narrativa. Ela ousou, dançou no limite, e este foi o ingrediente em destaque para dar certo.

Em muitos momentos me peguei com raiva. Porque quis entrar no livro e dar alguns conselhos. Todavia, é uma leitura que remete o leitor várias sensações e eu, particularmente, gostei de fazê-la. Contudo, tenho um pedido a Anne ... Por favor, faça um livro sobre o Christian, o irmão mais novo de Dominic e Damien. :)

Antes de resenhar sobre o último livro da trilogia, falarei no livro bônus. Será sobre Gabrielle e Maximiliano.

Até a próxima Leitura!

Sobre a série: Uma Trilogia que nasceu na série " Renda - se". E, neste novo cenário, nos trás três estórias. São estas as de Dominic, Damien e Sebastian. Mesmo tendo dois irmãos, a trilogia não se prende em laços genéticos. O foco é mostras enredos com homens fortes e com tendências protetoras em destaque. 

COMPRAR
Série: Trilogia Protetores #2
Ano:2017
Páginas: 333

9 comentários:

  1. Que bom que você tenha curtido mais esse livro da série Lays!
    Eu bem sei como é prazerosa a sensação de se conectar com os personagens a ponto de ter vontade de entrar literalmente na história e fazer parte de toda a trama.

    Muito obrigada pela dica! :)

    ResponderExcluir
  2. Ler uma série hot e sentir raiva ao invés de outras sensações, chega ser cômico, vale a leitura se for assim ahahaha. Como ja comentei em outros post, tenho um "pré-conceito" com livros hot, mas de tantos comentários positivos, assim como os que tu já fez, essa série está na lista para 2019. Bacana como tu falou sobre a maneira que Anne desenvolve temas como o perdão e conflitos internos. Lendo agora, sobre esse 2°volume, dá pra se aproximar mais dos personagens. Tá valendo.

    ResponderExcluir
  3. Como é bom quando a gente vê que um personagem pode ser melhorado de um livro para o outro né? Se no primeiro livro você odiava o Damien e no segundo já gostou tanto dele, então a autora foi genial no trabalho com esse personagem. Essa é uma série que vou querer conferir o quanto antes. Estou amando os personagens.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nada da série, mas pela construção das personagens parece um enredo bem envolvente. Prefiro quando os defeitos de cada um são bem trabalhados e seguem uma possível redenção. O caminho nem sempre é fácil, mas acredito que dessa forma o leitor se envolve cada vez mais torcendo por um final feliz.

    ResponderExcluir
  5. Olá Lays!
    Essa série possui a abordagem de vários temas complexos, né? E apesar disso a autora consegue descrever o contexto sem soar apelativa, dando uma certa naturalidade para os acontecimentos. A evolução dos protagonistas e seu relacionamento complexo é outro ponto positivo para a obra, sendo que no final da leitura o leitor muda completamente sua opinião acerca de Damien (ok, só esse nome que não ficou legal, porque né, não tem outro mais saturado na literatura young adult).
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Confesso que eu sempre tive esperanças em relação ao Damien, e ele não decepcionou né! Foi lindo demais poder acompanhar sua redenção e mais emocionante ainda poder acompanhar a Jas ressurgindo como uma fênix, depois de tantas coisas pelas quais ela teve que passar. Terminei a leitura em meio a lágrimas, sorrisos e suspiros.

    ResponderExcluir
  7. Esse volume parece que desperta muitos sentimentos no leitor e até de raiva do protagonista, mesmo que ele tenha seus traumas do passado por causa da mãe não acho justo descontar em todas as mulheres, mas por outro lado é gostoso acompanhar as mudanças por que ele passa e torcer por sua felicidade.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lays!
    Assim como você também terminei o primeiro livro da trilogia detestando o Damien, mas amei acompanhar a evolução dele no decorrer do livro, ele sofrendo para conquistar a Jasmine foi muito bom de ver rsrs, no final ele foi o meu protagonista masculino favorito da trilogia Protetores 😍
    E o que falar da Jasmine? Eu amei ela, muitas vezes tive vontade de entrar no livro e colocá-la no colo, foi lindo acompanhar sua história e as mudanças em sua vida!
    Ah, também queria um livro sobre o Christian!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Lays!
    Já não gostei desse tal Damien, que cabrinha mais preconceituoso...
    Minha esperança é que a autora o tenha feito amadurecer e que o romance possa dar certo.
    cheirnhos
    Rudy

    ResponderExcluir