Jacket em livros: Usar, ou não usar?

10 abril 2019



A The Gift Box Editora, em comemoração a 1 ano de lançamento do livro "Use-me" da autora Kimberly Knight, convidou a booktuber Beatriz Paludetto para refazer a capa do livro. 
Vocês podem conferir o vídeo com o desafio da editora abaixo. Afinal, quem melhor pra fazer uma capa comemorativa do que nós amantes de livros, não é mesmo?


A capa da Beatriz venceu, e agora a editora esta disponibilizando a jacket para quem quiser baixar e imprimir (deixando seu livro ainda mais lindo e protegido), ou você poderá retirar a jacket no estande da edtora na Bienal. 

Aliás, a editora também já definiu que as próximas edições do livro já serão reimpressas com essa nova capa. 

A resenha deste livro estará em breve aqui no blog e no canal do youtube para vocês. 
Mas enquanto isso, vocês podem ir conferindo a sinopse a babando pela nova capa. Rsrsrs




ESTE ROMANCE CONTÉM CONTEÚDO EXPLÍCITO E NÃO É ACONSELHÁVEL PARA LEITORES MENORES DE 18 ANOS

A vida de Rhys Cole sempre girou em torno do hóquei. Ele sempre soube que quando crescesse jogaria na NHL, mas quando seu sonho de ser convocado não aconteceu, escolheu uma segunda opção: tornar-se jornalista esportivo para uma emissora local de TV. Porém, assim como nos esportes, às vezes se ganha e outras se perde. Ao flagrar a namorada na cama com um estranho, Rhys vai até o bar próximo à sua rua para esfriar a cabeça. 

Após trabalhar como repórter de rua, cobrindo histórias em condições meteorológicas extremas, e trabalhando até tarde, Ashtyn Valor é promovida a principal apresentadora do noticiário da noite. Após se estabelecer na carreira, Ashtyn está pronta para dar o próximo passo na vida com o namorado. No entanto, quando ele, inesperadamente, rompe o namoro, Ashtyn decide adormecer a dor no bar mais próximo. 

Rhys e Ashtyn esperavam que uma noitada, alcoolizados, mascarasse a dor daquela noite de Outubro. O que não esperavam era encontrar alguém que pudesse ampará-los da escuridão de suas mágoas. 

Ou que o passado de ambos se entrelaçaria... perigosamente.

Quando a obsessão se torna perigosa, Ashtyn busca segurança em Rhys. Mas o quão seguro, de fato, eles estão?

O jogo do amor nunca para... 
E o deles... estava apenas começando.

Veja aqui o primeiro capítulo:
https://issuu.com/thegiftboxbr/docs/useme-cap1

A questão é...

O que vocês acham dessa ideia de criar jackets para livros que já foram impressos? Vocês acham que o melhor seria assumir a capa feia mesmo? Modificar de um vez para a nova capa e esquecer esse negócio de jacket? Mas ai o que o pessoal que já comprou com a capa antiga faria?

Vamos fazer um brainstorm aqui e ver o que sai dessa conversa!!! rsrsrsrs

9 comentários:

  1. Guria que bacana esse processo de cria da nova capa do Use-me. A Beatriz conseguiu reunir vários detalhes que descrevem o livro, embora eu não tenha lido, deu para ter uma noção do que se trata. Certamente que a capa original apresenta uma narrativa mais hot, já o dela é algo mais fofo/água com açúcar. Achei lindo o letreiro de bar e os coraçõezinhos no topo. Parece que são dois livros contam historias bem distintas, e já que a capa diz muito sobre o livro, ( e sim, se escolhe livro pela capa), eu ficaria com o da Beatriz, pois gosto de historias fofinhas e romances inusitados.

    ResponderExcluir
  2. Bem a capa da Beatriz ficou muito mais bonita.Mereceu ter ganho.
    Quanto a jacket,acho que a ideia é legal para os leitores.
    Acho que é uma forma de se lembrar de quem lê os livros,de quem se interessa pelas histórias.
    Sem contar que serve como uma boa divulgação da história.

    Boa jogada da editora! ;)

    Eu já tive ótimas leituras de livros com capas horrendas.
    O que não é legal para quem vende. Pois várias pessoas deixam de se interessar por um livro, justamente por não ter curtido a capa.

    Quer saber????
    Acho que o que realmente importa, é o conteúdo do livro. ')

    ResponderExcluir
  3. Eu achei a capa nova linda. Deve ser utilizada mesmo como capa. Sobre a jacket eu não gosto muito. Fica aquela coisa "sambando" na minha mão enquanto estou lendo. Sei que deixa o livro protegido mas eu não sou fã.

    ResponderExcluir
  4. Olá Natalia!
    A nova capa ficou maravilhosa! Confesso que acho o uso da jacket um tanto desnecessário, porém para aqueles que realmente se incomodam, ter uma opção de "modificar" a capa pode ser bem interessante. Mas independente da capa o que importa mesmo é o conteúdo, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Particularmente, também não sou fã das jackets, mas achei bastante interessante a ideia de que um leitor possa criá-la em situações especiais como nesse caso para algum tipo de comemoração ou edição espcial. Foi bem legal ver o processo de criação pela booktuber.

    ResponderExcluir
  6. Nat!
    Assim, gosto até da Jaackets, porque protegem mais o livro, mas para fazer a leitura, acabo tirando, porque as vezes incomodam.
    Bacana aprender o processo criativo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. A capa da Beatriz ficou mais bonita, chama mais atenção, achei legal a ideia da editora de uma booktuber refazer a capa. Não sou fã dos jackets, pois acabo tirando também na hora da leitura, prefiro que coloquem a capa nova, pois compro livros pela capa kk. E quem tem com a outra paciência fica com ela mesmo. Gostei da sinopse, embora não sou fã de temas que abordem a traição.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Natália!
    Criar jackets para livros ou não?! Difícil essa viu... Eu particularmente não sou "obcecada" - para uma palavra melhor - por capas, minha atenção fica sempre voltada para o conteúdo e sua qualidade... Por outro lado tem leitores que dão importância a capa, e essa mudança com certeza pra eles é ben-vinda, principalmente quando a primeira capa não agradou tanto...
    Em relação a Use-me, não conhecia mas fiquei interessada, já vi que tem resenha aqui no blog, assim que possível irei ler. Não conheço a antiga capa mas gostei dessa... Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Olha eu gostei bastante de acompanhar o processo de criação da nova capa, mas sendo a do “contra”, ainda prefiro a original. Quanto as Jackets, acho a ideia maravilhosa, principalmente para aqueles leitores que amam colecionar “souvenir” (eu sou uma dessas), além de proteger os livros, mas na hora da leitura elas são bem incomodas.

    ResponderExcluir