Efeito Orna - Instagram Skills

26 maio 2019

SEU FEED É SUA VITRINE

No ano passado eu fiz um curso que mudou a minha visão do mercado publicitário digital e a forma como eu me posicionava neste mercado (no caso o editorial). O nome do curso?

EFEITO ORNA

Nele eu aprendi muittas coisas, mas vou pontuar as 5 mais importantes:

1. Se valorize. No início virão muitos nãos, mas depois terá alguns sims!
Não basta apenas ler 10 livros em um mês e fazer resenhas para as editoras aprenderem a lhe valorizar. Você precisa se valorizar para o mercado lhe valorizar.

2. Eu sou uma marca. 
Eu não vendo livros. Eu vendo espaço de divulgação desses livros. O que eu negocio é um espaço de exposição em troca da minha credibilidade, que foi conquistada através de confiança. E não de publieditoriais pagos.


E como sou uma marca, é importante saber a opinião de vocês. Como vocês veem a marca Perdida na Biblioteca e, por isso, eu acabei com o Book Haul. O Book Haul TEM QUE SER PAGO! 

Até nas resenhas eu parei de mostrar os livros. Vocês notaram isso no canal do Youtube? 

3. Blogueiros tem vários. Produtores de conteúdo sérios, são poucos. 
O que eu quero ser? Uma blogueirinha que fala de livros, ou alguém que traz conteúdo relevante sobre livros? Escolhi a segunda opção.
Vejam como exemplo o Paulo Cuenca e a Dani Noce. Quantos perfis de culinária e viagens exsitem no Instagram e no Youtube? Milhares! Mas quantos fazem um conteúdo com a QUALIDADE artística e técnica que eles fazem?
SÓ ELES!! 




Reparem no nível das imagens... das trilhas sonoras escolhidas à dedo... da edição que traz dinamismo e aquele clima de viagem... SÓ ELES FAZEM ISSO! 

Agora vamos parar e trazer pra nossa realidade? Vocês conhecem mais alguém que faz um "Globonews Literatura" dentro do Youtube? 


4. Foda-se os algoritmos! 
Algoritmos do Youtube, Facebook e Instagram dizendo que tenho que portar todos os dias. Foda-se eles! Melhor qualidade do que quantidade. Se eu tenho algo relevante para compartilhar, eu compartilho. Se não tenho.... calo a minha boca e sigo a minha vida.

5. Seu feed é sua vitrine. Use-a com sabedoria. 
Não transforme-a em um lugar tóxico mostrando que seu quintal é sempre mais verde que o do vizinho, quando ele na verdade esta cheio de ervas daninhas. Ajude o quintal do vizinho com as ervas daninhas dele e vamos todos florescer juntos. Não seja nocivo. Seja verdadeiro.
O Instagram, por exemplo, é o lugar para você mostrar o seu trabalho e assim alavancar novos clientes e consumidores. Já é uma das plataformas que mais converte em vendas. Use-a para mostrar o seu trabalho, não para mostrar algo que não existe.

Aquela coisa de você ter um perfil vegano no instagram e ser flagrado comendo no Mc Donalds não existe mais. Você precisa postar o que realmente você é, pois uma hora a casa cai. E quando cair, você prederá a coisa mais importante que conquitou: sua credibilidade.

E planeje o seu feed. Quando a pessoa entra no seu feed, cause uma primeira impressão boa. Crie harmonia entre as fotos. NÃO, NÃO SERÁ FÁCIL!! Ninguém disse que seria.
No final, eu comecei com o perfil do blog e hoje faço isso até com o meu pessoal.
Demanda tempo?  SIM!
Demanda organização e planejamento? PRA CACETE!!
Mas no final, dá um orgulho de ver tudo conversando entre si e de forma harmoniosa... chega a dar uma quentura no coração. hahahahahaha
Quer exemplos? Então toma exemplos @!


Agora como ficaram os meus perfis (pelo menos por enquanto...). Pessoal e do blog/canal respectivamente.



6. Seja um pato 🦆
O pato pode não voar direito. Não andar direito. Não nadar direito. Mas ele faz tudo, pois ele é multifacetado. Feito é melhor do que perfeito.  Numa era globalizada como a que vivemos, é ótimo que você queira ser especialista em algo. Mas a verdade, é que todos precisamos fazer tudo.
Eu, aqui no blog/canal, escrevo, edito os vídeo, aprendi a mexer com a cãmera, faço as entrevistas, faço a parte de marketing; divulgação; promoção; assessoria de imprensa com autores e editoras.
É lindo esses testes de personalidades da psiquiatria que mostram que você pode ser uma águia, um lobo, um gato ou um tubarão. Existem vários testes disponíveis na internet para você fazer.

O ideal, segundo os especialistas, é você equilibrar esses quatro animais. O meu deu disparado tubarão e depois logo. (SOU UMA STARK!!! #gotfeelings)

Mas a verdade, é que HOJE todos nós deveríamos ser PATOS! 


Eu realmente tenho as caracteristicas de tubarão e lobo, mas me considero uma PATA com muito orgulho!!! 





Se você é produtor de conteúdo ou empreendedor, você precisa muito deste livro e do curso do efeito Orna. Sério!
O que vocês acharam deste livro? Tem muito mais conteúdo do curso efeito Orna vindo por aí. Vocês irão notar umas mudanças ao longo do ano em relação a este blog e o canal. Tudo baseado no que aprendi com as irmãs Alcântara.

COMPRE O LIVRO 



8 comentários:

  1. Me interessei muito pela leitura desse livro. Preciso melhorar a imagem do meu instagram, saber como tudo pode funcionar melhor. Quero entrar no mundo da fotografia profissional e não tem nada pior do que um instagram de fotógrafo sem simetria nenhuma.

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia o livro, mas só em ler seu post com tudo o que desencadeou em sua vida que já me sinto estimulado a ler. São conselhos de ouro e, claro, nem sempre fáceis de colocar em prática, mas com certeza são atitudes que trarão resultados instantâneos.

    ResponderExcluir
  3. Oiii ❤ Quantas dicas boas pra melhorar a própria imagem! Concordo que devemos mostrar sempre quem somos, sem fingimento, pois como você disse, uma hora a casa cai e daí consertar o estrago não é fácil, pois a imagem da pessoa já estará danificada.
    Realmente, é difícil encontrar pessoas que criam conteúdos relevantes hoje em dia, pois muitos só estão interessados na visibilidade e não na qualidade.
    Seria bom que todo mundo que produz conteúdo lesse livros como esse, creio que podem ajudar bastante no crescimento da imagem ❤

    ResponderExcluir
  4. Esse post é de ouro Natália, clareou minha mente sobre alguns erros no meu Instagram, não apenas quero como preciso melhorar meu feed no Instagram e já estou anotando as dicas que peguei nesse post. Valeu

    ResponderExcluir
  5. Olá! Ahhhh que depois de ler isso, não tem como não querer ser um pato, no meu caso uma pata (risos). Eu confesso que não sou tão preocupada assim com o meu feed, mas acho que meio sem querer, querendo, ele até que tá bem bonitinho e orna bem com a minha personalidade. As outras dicas foram bem valiosas e daqui para frente vou tentar seguir um pouquinho do que aprendi.

    ResponderExcluir
  6. Eu achei uma leitura gostosa e de fácil entendimento mas com informações um tanto um quanto rasas, você não achou? Talvez eu estivesse com altas expectativas ou já havia lido tanto material delas que nenhuma informação ali foi novidade pra mim. Confesso que fiquei um pouco decepcionada...

    ResponderExcluir
  7. Oi, Natália!
    Pois, é melhor qualidade do que quantidade, não adianta um feed abarrotado se a qualidade deixa a desejar...
    Não sou produtora de conteúdo ou empreendedora, por isso não me interessei em ler Efeito Orna, mas tenho uma pequena noção de que participar desse universo dá um trabalhão, por isso admiro aqueles que conseguem.

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante esse livro, deve dar uma outra visão das coisas, como melhorar na rede social, fotos principalmente. Gostei do texto, enquanto lia fiquei refletindo em vários momentos. Infelizmente para muita gente o que conta são as quantidades e não a qualidade uma pena isso. Não sabia e nem tinha pensado sobre esses quatro animais que interessante.

    ResponderExcluir