O segredo dos elfos

18 julho 2019


Essa resenha não é apenas para você, caro leitor. Ela é principalmente para a autora deste livro.

Sabe aquele livro que é extremamente promissor, mas que por falta de experiência do autor ele peca em alguns momentos? Pois é... Esse livro é um exemplo disso.

Nele somos apresentados a Anabel, um jovem elfa que esta prestes a se tornar uma guerreira.
No reino em que ela vive, os elfos são divididos de acordo com a tonalidade dos olhos, ou seja, verde para os guerreiros; azul para os curandeiros; mel para os serviçais do castelo; cinza para os nobres; etc.

Para entrar para um dos clãs/exércitos do rei, ela precisa passar por um teste, e quando ela finaliza o teste, é presenteada com uma espada milenar que dá ao portador um enorme poder. Porém, em troca o guerreiro perde a vida, pois ela suga sua força.
Ela esconde esse fato de todos, mas a partir dai sabemos que o destino de Anabel é vital para o futuro da raça élfica e que existe uma outra pessoa com uma espada semelhante a dela por ai. E que juntos eles conduzirão os elfos a vitória contra os trolls.


Os trolls começam a se mobilizar e juntam um enorme exército que está indo em direção ao reino dos homens, e por isso, os clãs elficos do norte (onde vive Anabel), sul (que até então são inimigos do norte, mas fazem uma trégua apenas neste momento) e oeste partem para ajudar na batalha.
No meio do caminho ela encontra um grupo de trolls, e acaba sendo gravemente ferida, mas é salva por Gabriel, um elfo do sul e que possui uma espada exatamente igual a dela, porém, totalmente negra.
Fica claro que o destino deles esta entrelaçado, mas será que ela pode confiar nesse elfo, ainda mais sendo ele do clã rival ao dela?

O enredo é simples, mas funciona, pois vamos ter outros elementos inseridos, o que envolve o leitor do início do livro até o fim.
Mas, tem alguns problemas...

O primeiro é o texto.
Ele não tem fluídez. O que isso quer dizer? A impressão que dá é que ela escreveu como pensava na hora. Então, vem uma frase e ponto. Outra frase e ponto. Mais uma e ponto.
Os pontos, conforme apreendemos na alfabetização, são pausas maiores para respiração e para mudança de ideias.
Quando você vai ler, isso quebra totalmente o seu ritmo. Ela poderia ter escrito a mesma coisa, usando vírgulas...ponto e vírgula...ou conectivos.
Ou seja, faltou revisão no texto.
Contem quantos pontos finais vocês acham nesse único parágrafo. E leiam ele em voz alta.


"Anabel crescia uma menina linda. Ela seria uma guerreira. Seus olhos verde-claros indicavam isso. Ramiel orgulhou-se da filha, que com o passar dos anos se tornou uma habilidosa guerreira. A menina treinava com espadas, arco e flecha, punhais, facas de caça, lanças e sabia lutar sem armas. Estava se tornando uma guerreira poderosa." - pág 13

Uma dica que dou a autora é: leia o seu texto em voz alta após terminar cada capítulo. Você vai perceber como é difícil manter o ritmo de leitura e vai melhorar consideravelmente o seu texto. Quando fazemos faculdade de jornalismo, nós aprendemos a fazer isso para pegar os erros no texto.
#ficaadica

O segundo problema que vi foram algumas falhas no desenvolvimento do enredo.
Na parte em que Anabel conhece Gabriel, ela esta sozinha lutando e Gabriel aparece para ajuda-la.
Até ai tudo bem. Ele diz a Anabel que: "Sou Gabriel, mandei meus homens na minha frente hoje quando senti o fedor dos trolls. Fiquei para destruí-los, então senti um cheiro de erva-doce com mel e encontrei você morrendo." - pág 105

Nós vamos descobrir mais pra frente que Gabriel faz parte da realeza do reino do sul. Então...desculpe autora, mas acho que temos um problema aqui. Nunca...em hipótese alguma, um exército que se encontra em viagem para uma guerra contra trolls, tendo um membro da realeza em sua companhia, deixaria esse membro para trás para lutar sozinho contra os trolls e continuaria a viagem.
#nãofazsentido

Outro erro quando eles se encontram, mas esse acho que é digitação mesmo...

"O elfo tinha uma armadura negra e capa da mesma cor. Gritou para mim que ele era um elfo do sul. Nossos amigos pensei. Ele deve ter pensado a mesma coisa naquele instante. Só me salvou porque achou que eu fosse alguém indefeso. Mas agora seus olhos estavam prontos para a batalha..." - pág 103

Como bem sabemos, eles são inimigos. E não amigos.

Outro ponto que quero ressaltar é a falta de experiência da autora. Isso não é problema, afinal, é a estreia dela. Ninguém nasce sabendo. Mas na minha opinião, faltou maturidade como escritora.
Calma...eu explico...

Exemplo: Um nobre é assassinado, e isso causa um reboliço na vida de Anabel. Mas a autora simplesmente diz que o nobre em questão foi assassinado e já parte para a aventura de Anabel rumo ao resgate dos injustiçados.
Cadê a comoção, ou reboliço no castelo ao saberem do assassinato? Não tem.

Dois personagens muito importantes morrem. E mais uma vez a informação é dada. Mas valia à pena um capítulo com a dramaticidade dessa hora.

A autora conseguiu criar um enredo muito bom, desenvolvendo bem a questão da mitologia que envolve os elfos e o mistério acerca o destino de Anabel, criou personagens cativantes, mas na hora de desenvolver o texto em si, faltou experiência para saber onde ela deveria focar mais e onde ela poderia deixar do jeito que estava.
Na minha opinião, faltou ela sentar com alguém, talvez um autor mais velho, um revisor, ou até mesmo ter um leitor Beta para mostrar o caminho para ela.

O mais difícil, ela conseguiu: criar uma história interessante. O texto, ela pode consertar em uma próxima edição ou na continuação (se é que tem continuação, pois no livro não consta nada de que seria uma série e procurando na internet não encontrei essa informação).

A leitura é super rápida, pois o livro é fino e como apontei anteriormente, a história te envolve. A diagramação do livro esta muito bem feita e além do erro que apresentei acima, não achei outros erros de português ou digitação.

Os erros que apontei não diminuem de forma alguma o trabalho dela. Ela é sim um talento da literatura e tem um futuro promissor na área. Eu adoraria ler a continuação desta história, pois tem margem para continuar e tenho certeza que com o tempo e a prática ela vai melhorar e muito a escrita.
Estou apontando os erros, justamente para que ela aprenda com eles e possa conserta-los. Minha intenção não é desanima-la ou denegri-la. Muito pelo contrário. Deixo aqui o meu apelo para a autora de que continue a história e lembre de mim quando for lançar o próximo livro, onde quero meu exemplar autografado, pois tenho certeza que ela será uma grande escritora!
=)

COMPRE O LIVRO 

Editora: Novos Talentos (Novo Século)
ISBN: 978-8542805888
Páginas: 264
Ano: 2015

7 comentários:

  1. Gosto muito de historias com elfos e mesmo com esses pontos que deixam a desejar ou sem sentido, gostaria de ler, esse poder da espada milenar é interessante e ao mesmo tempo estranho, pois como o guerreiro, vai perdendo a vida, fiquei curiosa em como vai ser isso. Também acho estranho um membro da realeza ficar para trás sozinho, fica sem sentido, se fosse alguém mais simples faria sentido.

    ResponderExcluir
  2. Legal Natália,as suas considerações para a autora do livro!

    Até que lendo lendo a resenha, gostei da trama montada por ela. Mas quando se peca assim na escrita,eu como leitora, geralmente abandono a leitura... Não dá certo!
    Faltou aí realmente como nos contou,uma revisão geral do livro. Uma pena!
    Mas acho que com alguns adaptações tudo se resolverá. ;)

    ResponderExcluir
  3. Que triste que você não gostou do livro. A história parecia ser interessante, pena que a autora não soube utilizá-la. Tomara que nos próximos livros ela melhore nesses pontos que você mencionou.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Não há dúvidas de que temos aqui um puta enredo, ainda mais para quem, assim como eu, ama um livro de fantasia. Muito bacana suas colocações, espero que a autora as veja e as use para uma nova edição ou livros futuros, definitivamente a escrita tende a melhorar com o tempo e fiquei curiosa para conhecer mais desse trabalho tão promissor.

    ResponderExcluir
  5. Acho muito importante para um autor que um leitor faça com tanto carinho uma análise de um livro que só trará benefícios futuros para seu crescimento. Como você bem diz, a autora tem muitos méritos, o que falta é trabalhar nesses detalhes. Lembro que uma vez tive uma conversa com um autor nesse sentido e ele me ignorou completamente. Foi uma pena, pois também havia gostado muito do livro. Eu adoro enredos com elfos e torço pra que essa história continue e seja um grande sucesso.

    ResponderExcluir
  6. Amei sua sinceridade. Você foi objetiva e muito suave em suas palavras. Eu não sou fã de fantasias, mas tem alguns que eu leio pelo enredo e fluidez da história. Apesar desta obra em especial ter muitos erros, espero de verdade que a autora veja tais erros e nos encante com uma obra magnífica. Obrigada pela resenha. Super Beijo

    ResponderExcluir
  7. Fiquei com muita vontade de ler!
    Adoro livros de fantasia e esse parece ser dos bons.
    Que pena ter esses erros. Atrapalha mesmo a leitura.
    Mas nada que um bom revisor não dê jeito.
    Bjs

    ResponderExcluir