Outubro Rosa com Livros

09 outubro 2019


ENFRENTE O CÂNCER COM A AJUDA DOS LIVROS


VOCÊ JÁ SE TOCOU HOJE? 
Se você é mulher e ainda não fez o auto exame de mama este mês, pare agora de ler isso e vá fazer. 
É sério. 
De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a chance de cura ultrapassa 95% quando o diagnóstico é precoce.

Outubro é conhecido como o mês das bruxas...
O mês dedicado ao terror. 
Mas não existe terror maior do que você receber o diagnóstico de um câncer. 
Acreditem, eu sei do que estou falando. Fui diagnostica com Basheda 3 na tireóide em 2017. 


Segundo o INCA, em 2019 nós devemos ter 59 mil casos de câncer no Brasil. 
Isso mesmo, NO BRASIL! 
Eu não quero nem pesquisar quantos novos casos são estimados no mundo...


Quando falamos de câncer de mama, a estimativa é que UMA EM CADA SEIS mulheres terão câncer de mama. 
Apesar das ações contra o câncer de mama serem voltadas majoritariamente para as mulheres, saibam que 1% do total de registros de câncer de mama no Brasil são em em homens. 
Resta saber se esse número é baixo por uma menor incidência em homens devido a fatores hormonais... físicos... ou se isso corre devido ao fato de que os homens não fazem o auto exame como as mulheres... 
Fica aí o questionamento para vocês refletirem. 

MAS O QUE É O CÂNCER?
Eu não sou médica, mas segundo meu oncologista me explicou na época, e pelo que pesquisei no INCA, o câncer é uma anomalia do seu corpo que causa um crescimento desordenado de células. Seu corpo produz novas células constantemente através da sua medula óssea. 
É por isso que após ter um diagnóstico de câncer, o paciente precisa fazer um check up anual por pelo menos 5 anos para verificar se não há uma reincidência, pois o que ocasionou essa proliferação exarcebada de células, continua trabalhando no seu corpo: a sua medula! 
Logo, ela pode ficar louca de novo...
Sim, eu me encontro nesta fase. 
Até agora, tudo bem. 

Os diferentes tipos de câncer correspondem aos vários tipos de células do corpo. Quando começam em tecidos epiteliais, como pele ou mucosas, são denominados carcinomas. Se o ponto de partida são os tecidos conjuntivos, como ossos, músculos ou cartilagens, são chamados sarcomas.

OUTUBRO ROSA
O "Outubro Rosa" começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro. Posteriormente, com a aprovação do Congresso Americano, o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

O laço cor-de-rosa (símbolo do outubro rosa), foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade  
Não existe uma informação oficial de como surgiu a iniciativa de iluminar de rosa prédios e monumentos públicos, mas é inegável que esta ação ajudou o movimento do Outubro Rosa a ganhar o mundo , principalmente por tratar-se de uma ação facilmente replicada, afinal, basta mudar a iluminação já existente nesses locais. 

Quando eu retirei o tumor na tireóide, como uma boa rata de biblioteca, eu recorri aos livros para entender o que estava acontecendo comigo, logo, deixarei aqui algumas sugestões de leituras (não técnicas) para caso você esteja passando pela mesma situação ou se você quiser indicar alguma leitura para alguém que você conheça que esteja passando por isso. 

DICAS DE LEITURA




Culinária Funcional – Receitas Especiais Para Pessoas Diagnosticadas Com Câncer
Autor: Bailey, Christine; Brohn, Penny
Editora: Publifolha

O livro mostra que a escolha consciente dos alimentos é a chave para renovar as energias, aumentar as defesas imunológicas do corpo e proteger contra os efeitos colaterais das terapias contra o câncer, como náusea, falta de apetite, inflamações e fadiga. 

COMPRE O LIVRO 






Força na Peruca - Tragédias e Comédias de um Câncer
Autor: Mirela Janotti
Editora: Just 

A autora desse livro, separada e desempregada, descobriu que estava com câncer. Para ocupar o tempo ocioso, resolveu escrever, contando a experiência diante da doença e da possibilidade da morte. Durante o tratamento arranjou emprego, namorado e ainda conseguiu dar risadas.

COMPRE O LIVRO 







Câncer – E Agora?
Autor: Kris Carr
Editora: Editora Globo

Kris Carr, uma atriz e fotógrafa norte-americana, relata nesse fantástico livro sua experiência pessoal após receber o diagnóstico de um tipo raro de câncer no fígado. De forma leve e descontraída, ela traz dicas de saúde, receitas, links sobre o câncer e nos emociona com histórias inspiradoras de mulheres que superaram o câncer.

COMPRE O LIVRO 






Por uma Vida Inteira
Autor: Sylvia Leal
Editora: Record

O livro aborda o câncer de mama de forma positiva e objetiva, partindo do princípio que contra o medo e o sofrimento inútil, a principal arma é a informação.

COMPRE O LIVRO 










O Imperador de Todos os Males
Autor: Siddhartha Mukherjee
Editora: Companhia das Letras

Com a precisão de um biólogo, a visão de um historiador e a paixão de um biógrafo, o oncologista Siddhartha Mukherjee traça uma biografia detalhada do câncer, do primeiro registro às mais avançadas pesquisas, últimas descobertas e expectativas para o futuro, abrindo caminho para a desmistificação da doença.








Então agora eu vou repetir a pergunta com a qual iniciei esta postagem.

VOCÊ JÁ SE TOCOU HOJE? 
Fontes:
https://www.inca.gov.br
https://www.espacodevida.org.br/seu-espaco/pilulas-de-cultura/dica-cultural-top-10-livros-encorajadores-sobre-o-cancer
http://www.oncoguia.org.br/conteudo/dicas-de-leituras/2241/429/

12 comentários:

  1. Nat!
    Gostei muito das dicas dos livros, são essenciais para ajudar.
    Faço sempre o exame na mama e também a mamografia todos os anos, porque além de ter passado dos 50 anos, minha avó paterna morreu de câncer de mama e as probabilidades aumentam.
    Muito bo a campanha.
    cherinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí Rudy! É muito importante não descuidar dessas coisas, pois esta é uma doença silenciosa.
      Cheirinhos.
      =)

      Excluir
  2. Olá!
    Outubro é sinônimo de Halloween mas também de conscientização, né? Com câncer não se brinca e devemos de todas a formas divulgar a importância de fazer a mamografia. Adorei essas dicas, e a obra que mais me chamou atenção foi Forca Na Peruca, pois a autora aborda o assunto com bom humor, dando força às mulheres que estão lutando contra o câncer.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Alison!
      Esse livro é realmente muito bom! Eu li na época, mas acabei não fazendo a resenha. Vou tentar desenterrar a resenha dos meus arquivos e trazer para vocês.
      Grande beijo.

      Excluir
  3. Gostei do post e da indicação dos livros não li nenhum e gostaria de ler Força na Peruca e Câncer e agora? É muito boa a campanha do mês de outubro e confesso que quando lembro de me tocar me toca, mas tem mês que passa despercebido, não sei se é porque esta passando muito rápido o tempo e por responder sua pergunta não me toquei hoje, mas vou me tocar rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ESpero que você tenha feito o exame e que esteja tudo bem.
      =)
      Eu também esqueço, por isso essas campanhas existem. Para lembrar de pelo menos 1 vez ao ano fazer o auto exame.

      Excluir
  4. Olá! ♡ Acho de extrema importância essa Campanha, pois de fato a nossa maior arma é o conhecimento, por isso é muito importante que exista essa conscientização, não só em Outubro, mas em todo o ano.
    Minhas duas avós tiveram câncer, uma delas infelizmente faleceu, pois quando descobriram que ela estava com câncer, a doença já estava muito avançada. Já minha outra vó, hoje em dia, ela está bem, ela sofreu bastante, mas quando descobriram a doença ainda havia chance de cura.
    É muito difícil ver alguém que amamos tão doente, sofrendo, passando mal. Por isso devemos conscientizar, pois de fato, quanto mais cedo a doença é descoberta, mais chances a pessoa tem de cura.
    Achei bem interessante os livros, eles podem ajudar bastante quem está na luta contra o câncer, vou pesquisar mais sobre cada um deles.
    Parabéns pelo post! Beijos! ♡


    ResponderExcluir
  5. Oiii ❤ Realmente, o movimento do Outubro Rosa é muito importante para alertar as pessoas sobre o câncer de mama e como o autoexame é extremamente importante. Como câncer é algo sério e que quando mais cedo for descoberto, maiores as chances de cura.
    É uma pena que nem todas as pessoas tenham a prática de realizar o autoexame.
    Gostei que esses livros que vocês indicou não são técnicos e que ajudam a entender melhor o câncer. O que mais chamou a minha atenção foi Força na Peruca pois a capa é bem alegre e parece ter a ver com a superação da doença.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  6. Essa conscientização é muito importante não só em outubro mas em todo o ano. Cuidar da saúde sempre vem em primeiro lugar. Eu sempre cuido porque tenho casos de câncer na família.
    Agora as indicações de livros vem bem à calhar. Isso ajuda muito a repassar a informação e ajudar quem está passando pelo problema.

    ResponderExcluir
  7. Ouvir depoimentos de pessoas que passaram por esse momento difícil de se descobrir com câncer é sempre muito importante. Saber das conquistas e de como venceram é ainda mais engrandecedor. É verdade que muitas pessoas não se atentam para a possibilidade da ocorrência do câncer de mama em homens, mas é real. Temos também que ficar mais atentos. Prevenir e ficar atento para descobrir logo no início é sempre o melhor caminho para tudo.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Dicas de livros bem valiosas, conheço muitas mulheres que estão enfrentado essa batalha e é de suma importância que façamos isso de cabeça erguida, pois apesar de bem assustadora devemos sempre manter a fé e esperança. Lembrando sempre que o ano todo é rosa neh, mas em especial outubro, inclusive, participei de uma corrida em prol da causa, onde minha irmã doou o cabelo para confecção de próteses capilares (sim, porque não são perucas tá)

    ResponderExcluir
  9. Postagem muito pertinente! Não sabia dessa possibilidade dos homens desenvolverem câncer de mama, embora seja um número muito pequeno e, portanto, a ênfase da campanha é voltada para as mulheres. Gostei das recomendações de livros que você deixou. Gostaria também de indicar o livro "A estrela que nunca vai se apagar", uma não ficção que narra a história da Esther que possuía câncer na tireóide. Para quem não sabe, foi a história dela que inspirou John Green em escrever " A culpa é das estrelas".

    ResponderExcluir