Divina Vingança - A história de Sybella

18 novembro 2019



"Até coisas luminosas projetavam sombras."

Mais uma resenha, desta trilogia que ganhou o meu coração.

Eu comecei a ler, sem saber o que esperar. Só porque o nome da saga me chamou a atenção.

Porém, é impossível não se envolver neste jogo de poder, neste cenário espetacular e intrigante.

Venham comigo!!! 

Sinopse: 

Sybella nunca soube ao certo o que era amor. Não sem segunda intenções. Desde sua infância, ela teve de confiar em si mesma para conseguir sobreviver.
Ao chegar no convento de Saint Mortain, Sybella recebe o refúgio de que tanto precisava, porém isso terá o seu preço. As irmãs, que servem ao deus da Morte, percebem que a garota tem atributos e que ela pode se tornar uma arma poderosa. Ela vive durante três anos no convento e é treinada para enfrentar quem quer seja.
Sybella já não é mais uma garotinha inocente, e sabe disso. Agora é uma mulher madura e totalmente preparada, uma assassina experiente, que mata a quem merece e o faz por gosto e sem piedade. Nunca se arrepende de suas decisões. Pelo contrário, ela sabe onde se encontram seus pontos fortes e como usá-los para cumprir sua missão.
Porém, ela é enviada de volta para o lugar onde passou sua infância, para espionar seu pai, o cruel D’Albret. Ela começa a se lembrar de coisas horríveis que aconteceram enquanto estava sob o domínio dele e decide compartilhar com Fera, quem, fora do convento, torna-se seu companheiro. Juntos eles redescobrem a confiança e o amor.
Assim, Sybella caminha por uma teia complexa de vingança e ódio, em busca de seus traidores, que levam a marca do deus da Morte. 


Aqui conheceremos a trajetória de Sybella, aquela filha de Mortain que era atormenta e complicada de disciplinar. Se fossemos escolher a que não nega o sangue da morte, esta seria a nossa protagonista.

Diferente do livro anterior, onde quem era Ismae foi nos apresentado de cara, neste o mistério que ronda nossa assassina só é revelado ao final da narrativa. 

O que foi perfeito, no meu ponto de vista.
Pois o leitor precisava se libertar de alguns estigmas sociais, 
para abraçar a ideia proposta.

Quando um jogo tem como finalidade a sua origem e você terá que enfrentar seus fantasmas, Sybella é destinada a se infiltrar no palácio de seu pai, o detestável lorde D'Albret. Ela precisava ficar esperta e coletar informações e, se fosse preciso, matá-lo. 
"- Joias podem ser substituídas, primo. A independência, depois de perdida, não."
Porém, tudo mudo quando decide por seguir o que ela própria classifica como melhor,  mesmo considerando a morte de seu pai a escolha certa, e desobedece a ordem lhe dada e liberta um dos prisioneiros do lorde, em questão. 

Com esta ação, ela dá o primeiro passo ao empoderamento. Pois tudo muda, com este prisioneiro,  que nada mais é do que a Fera, um dos homens mais fiéis a duquesa.

E mesmo com a nossa forte guerreira quebrada (Graças as crueldades de seu pai. Tanto direcionadas a si, quanto a quem ela amava), nossos protagonistas começam um caminho intenso para a paixão.

Ambos crescem não só como guerreiros, mas como pessoas, quando estão juntos. Esta união é excepcionalmente inteligente, com muita química, avassaladora e que faz um sorriso brotar no canto da boca. E é por isto, que entre muitas cicatrizes, Sybella necessitará encontrar seu coração, para salvar a sua alma desta sombra que a persegue.
"Em vez de transformar chumbo em ouro, transformava meu medo em coragem."
Não se enganem, o romance é um dos meios utilizados para o desenvolvimento desta história e dos personagens. Porque há uma guerra sendo formada. E Duval e Ismae e outros personagens , do primeiro volume, retornam para construir a loucura política ao redor da duquesa. Devido a questões francesas e o risco que D'Albert é, que esta inesperada equipe precisa criar uma estratégia de confiança e estabelecer alianças poderosas, para seguir nesta longa partida de xadrez.

Amores, eu me vi brigando como vários sentimentos sufocantes e libertadores. 

Adorei o fato desta ligação entre os livros. Pois revela a sintonia entre as protagonistas e os desfechos. Estabelecendo uma coerência e esclarecendo arestas.
“Quando a morte de uma pessoa se aproxima, sua alma amadurece e se prepara para ser colhida.”
Neste volume, encontramos em enredo mais sombrio. Constituindo um ambiente convincente, em sua estrutura tensa, cheia de lendas e mortes. Com uma história arrebatadora, fictícia, com forte teor histórico, que constrói um tipo de mitologia para o mundo descrito. Com enredo de guerra política, com traição, alianças surpreendentes e muitas e muitas intrigas. Nos prendendo, com muita torcida, do início ao fim.

"Era como se eu houvesse engolido um pedaço minúsculo do sol, seu calor e sua luz tocando cada canto da minha alma e expulsando as sombras."

Até a próxima leitura!!!
Editora: Plataforma 21
Páginas: 392
Escritora: Robin LaFevers
Série: O Clã das Freiras Assassinas
Livro: 02
Sobre a Série:

É uma trilogia, onde cada livro é narrado por uma pessoa diferente. Logo, teremos três visões diferentes em relação a uma mesma zona temporal. Todavia, não são os mesmos fatos. Cada uma, está vivendo situações diferentes  e em lugares diferentes.

Como em um jogo de xadrez, contendo várias movimentações de função política e/ou religiosa. 

Segue a ordem de leitura:

  • Perdão Mortal - A história de Ismae;
  • Divina Vingança - A história de Sybella;
  • Amor Letal - A história de Annith.
Sobre a Escritora:

"Robin LaFevers foi criada ao redor de uma farta biblioteca de contos de fada,mitologia e poesia do século XIX. Não é surpresa que ela tenha se tornado uma romântica irremediável.

Frequentou uma escola católica por três anos, que a alimentou com uma profunda fascinação por rituais sagrados e o conceito de divino.

Mora no sul da Califórnia com o seu amor, ao sopé das montanhas."

8 comentários:

  1. Olá! O primeiro livro já havia me deixado intrigada e esse agora ainda mais (ai minha ansiedade). O enredo é tão interessante e a proposta de três pontos de vistas diferentes, mas não nos mesmos momentos foi o que mais chamou minha atenção. Sem dúvida quero conferir.

    ResponderExcluir
  2. Lays!
    Bom ver que a continuação foi tão boa quanto o primeiro livro.
    Acho que caremos de boas séries de ficção, principalmente que nos forcem a reaciocinar para acompanhar os acontecimentos, como em um jogo de xadrez mesmo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Uau,o que dizer sobre essa série?!
    Não li,mas pelo entusiasmo da resenha,sei que altas emoções nos aguardam.
    Confesso que ando fugindo um pouco de séries... Mas convenhamos é onde geralmente encontramos às melhores histórias. E essa parece ser!!!!!

    Ótima sugestão de leitura. ;)

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma leitura instigante, para saber como a protagonista vai fazer para matar o próprio pai, gosto de histórias assim, com traições e intrigas, embora passo muita raiva kk. Gostei que o romance agrada e parece ser daqueles que torcemos muito pelo casal, nada daqueles artificiais. Gostei também por ser trilogia e nada daquelas série longas.

    ResponderExcluir
  5. Oiii ❤ Tenho muita vontade de ler essa trilogia, já que envolvem perigos e mulheres empoderadas.
    Estou curiosa para saber como será para Sybella voltar para um lugar de onde tem memórias ruins e para perto de um pai cruel.
    Bom saber que os personagens crescem dentro da trama, gosto muito de ver evolução de personagens em livros.
    Gostei que o livro também tem romance, não achei que teria esse tipo de coisa nesse livro e que a autora parece ter construído uma trama impressionante.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Uma leitura bem interessante, não tinha ouvido fala mais tem uma ótima premissa. Fiquei bem curiosa pela trama e principalmente como será o final dela.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Olá! ♡ A cada resenha que leio sobre essa trilogia fico mais curiosa para conhecê-la! A autora parece ter criado um universo muito bem construído e uma ótima mitologia!
    Sem dúvidas, parece de fato uma história arrebatadora que prende com facilidade a atenção do leitor!
    Gostei de saber que cada livro tem uma protagonista diferente, quero conhecer cada uma delas!
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  8. Mais um livro que nao conhecia e que fiquei curiosa. Gosto de histórias onde apontam vários pontos de vista sem ser chato. E pelos comentários positivos, creio que seja realmente um bom livro para ler.

    ResponderExcluir