Dois Papas é adaptado para a Netflix

06 novembro 2019


PARA QUE SERVE UM PAPA?

Vamos bater um papo sobre Papas?
Sim, aquele velhinho que usa branco e vive em Roma.

VOCÊ SABE QUAL É A FUNÇÃO DE UM PAPA?

Sim, ele é o chefe da Sagrada Igreja Católica Apostólica Romana e blá blá blá.
Mas vejam bem... ele é o sucessor de São Pedro! Não de Jesus!
Cristo não tem sucessor. Cristo tem vigário.

Segundo a Bíblia, a ele Jesus deu todo o poder na Igreja para “confirmar os irmãos na fé” (Lc 22,32), e lhe confiou as Chaves da Santa Igreja, além de definir as verdades da fé (dogmas), e como tal tem o dever de guiar suas "ovelhas" no caminho da virtude, da bondade e tal. Ele também é bispo responsável pela diocese de Roma, logo ele tem que resolver os pepinos e as demandas da diocese local, que conta com mais de 5 mil padres e mais de 2 milhões de fiéis, e ainda pode banir teólogos, canonizar beatos e nomear cardeais.


MAS ELE TAMBÉM É UM CHEFE DE ESTADO

Porque caso você não lembre (ou não saiba) o Vaticano é um ESTADO.

Ele foi fundado em 746 d.C quando o pai do imperador Carlos Magno, confirmou o Estado Pontifício. Portanto, o Vaticano é um Estado mais antigo do que o Brasil, os Estados Unidos e todos da América Latina. Por isso o Papa tem acento na ONU, com direito a se pronunciar nas Assembleias.

Pode não parecer, mas os Papas já foram cruciais em vários momentos da história mundial. Isso sem falar no trabalho de bastidores que eles já fizeram ao influenciar a decisão de vários reis, e hoje, de presidentes. Mas diretamente, eles atuaram em duas situações que podemos destacar: 

Em 1962, no auge da crise dos mísseis em Cuba, João 23 colocou panos frios na disputa entre EUA e URSS com um discurso pela paz emitido pela Rádio Vaticano. 

Em 1978, Chile e Argentina desistiram de guerrear por uma disputa no Canal de Beagle graças à mediação de João Paulo II. O mesmo papa ajudou a derrubar o comunismo na Polônia, seu país, dando apoio à oposição e bloqueando o monopólio da informação do regime. As paróquias polonesas distribuíam jornais clandestinos com informação sobre o que se passava no mundo do outro lado da cortina de ferro. E o fim do regime fechado na Polônia, em 1990, foi um dos marcos do fim da Guerra Fria.

Dentro de Roma, você tem a Embaixada do Brasil. E dentro do Vaticano, você tem OUTRA embaixada! E isso vale para todas as nações. Inclusive, a rua principal que leva até a famosa Praça de São Pedro, onde os Papas fazem os pronunciamentos, celebram as missas e que dá acesso a Capela Sistina, é praticamente todas formada por embaixadas. Uma do lado da outra.

Praça de São Pedro - Roma (2015) - Arquivo pessoal

E ele tem um país que recebe MILHARES DE VISITANTES todos os dias para administrar, e isso requer pagamento de funcionários que trabalham internamente e ao redor do mundo; polícia; serviços de coleta urbana; recuperação de museus (que é basicamente o Vaticano inteiro!) e todas as coisas que um lugar que recebe uma quantidade absurda de gente todos os dias precisa ter para dar o mínimo de segurança, conforto e organização. Além de um BANCO e vários objetos de ouro e obras de arte!
Hóstias de Ouro - Acervo do Vaticano (2015) - Arquivo pessoal


MAS VOCÊ ACHA QUE ACABOU?

Não!!!  Ele tem a função de manter a paz entre a Igreja Católica e as outras religiões – incluindo aí as outras vertentes do cristianismo.

João Paulo II, por exemplo, foi o primeiro papa a visitar uma sinagoga em Roma, em 1986, e o primeiro a entrar numa mesquita, na Síria, em 2001. Em seu funeral, em 2005, reuniu pelo menos 4 milhões de pessoas e contou com mais chefes de Estado que qualquer outro evento fora da ONU.
Com tudo isso, ainda teve gente que ficou surpresa quando o ex Papa Bento XVI anunciou a sua renúncia. Sim, um Papa pode renunciar! Afinal, ser Papa é um chamado... uma vocação... e como podemos perceber, é um trabalho danado e não é qualquer um que encara essa parada não...

Já houveram três renúncias na história da Santa Igreja: Bento XVI (2013), Clemente V (1294) e Gregório XII (1414).

E O QUE ISSO TEM A VER COM LITERATURA? 

Recentemente a Netflix anunciou a adaptação do livro "Dois papas – Francisco, Bento e a decisão que abalou o mundo” que traz um minucioso exame da Igreja Católica e dos motivos que levaram Bento XVI a tomar a decisão histórica da renúncia. A obra analisa os motivos que cercam a decisão a escolha do novo Papa Francisco, o liberal, e expõe fatos da vida dos dois, como a leveza com que Bento retrata o nazismo em suas memórias e o silêncio de Francisco sobre as torturas cometidas pelo governo argentino quando cardeal.


A adaptação esta prevista para o dia 27 de novembro, e contará com o ator Anthony Hopkins (nosso eterno Hannibal) no papel do Papa Bento XVI e Jonathan Pryce como o Papa Francisco.


Você já pode programar um aviso no seu perfil na Netflix, para ser avisado quando o filme estiver disponível. Eu já fiz isso. E até o dia 27 de novembro, temos tempo suficiente para lermos o livro, que no Brasil é publicado pelo Grupo Editorial Record. Partiu descobrir um pouco mais sobre a vida e os mistérios do Vaticano e a vida de um Papa? O que vocês acharam do trailer desta adaptação? Estão ansiosos? 

COMPRE O LIVRO

12 comentários:

  1. Esse filme deve ser muito interessante!
    Não frequento a igreja, confesso,
    mas quando vou, gosto de entrar ,conversar com Deus e voltar para casa. Não consigo me concentrar nas missas...
    Bem ,fugi do assunto.
    Desconhecia a maioria das obrigações do Papa. Fiquei sabendo um pouco mais lendo o post.
    Quanto a influência da igreja na política,essa eu sabia...

    Discordo muito de toda essa influência do Vaticano ao longo dos anos. Mas mesmo assim, tenho interesse em assistir o filme. Assim como também fiquei curiosa em descobrir o que rola por baixo dos panos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que toruxe informações relevantes sobre os Papas para ti!
      =)
      Mas vamos lá, articule sobre a sua discordância em relação a influência do Vaticano ao longo dos anos. Eu sou ariana!! Você não pode jogar uma discussão e sair de fininho não!!! Hahahahahahahaha

      Excluir
  2. Nat!
    Hoje ando mais voltada para espiritualidade e não tenho uma religião definida, embora tenha sido criada dentro da igreja católica e tenha cumprido todos seus ritos.
    Como me interesso por tudo ligado a religiosidade, seja de que religião for, claro que gostaria de asistir, mesmo porque é tudo tão fechado no Vaticano que ver exposto o porquê do Bento ter pedido para sair, causa curiosidade.
    Nem sabia que tinha o livro também, vou procurar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não tenho religião. Pra ser bem sincera, tem dias que eu até duvido que Deus exista, porque as atrocidades que eu vejo e já vi através do jornalismo.... é difícil acreditar que exista alguém benevolente, e que deixe essas coisas acontecerem impunimente. Mas não sou teóloga... Eu queria muito ter a oportunidade que foi retratada num filme - esqueci o nome - de entrevistar Deus. Ia ser um debate caloroso... rsrsrs

      Excluir
  3. Olá! ♡ Achei muito interessante o post, confesso que não sabia de todas essas atribuições e responsabilidades que o Papa tem.
    Vou querer assistir sim, sempre tive curiosidade acerca da reunucia do Bento XVI.
    Não fazia ideia de que tinha um livro, vou procurar me informar mais sobre ele.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, nem eu sabia de todas essas atribuições! Hahahahahahaha
      Eu aprendo muita coisa fazendo pesquisas para trazer o máximo de informação para vocês nas postagens.

      Excluir
  4. Olá! Mas gente que bateu até uma peninha aqui do papa, o cara tem tantas obrigações que só por Deus (som de bateria ao fundo). Achei muito interessante esse filme e é claro que quero conferir, até mesmo para saber mais sobre o lado B desse mundo tão “perfeito”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser Papa deve ser muito chato. Quando você não esta orando, tá resolvedo pepino administrativo. E nem pode no fim de semana ir pra balada ou tomar umas cervejas com os amigos, como nós fazemos, pois você tem que seguir um código de conduta. Aff!
      Dá pena mesmo. Mas... foi ele que escolheu essa vida...

      Excluir
  5. Muito interessante a postagem não sabia dessas coisas todas sobre o papa, quanta responsabilidade e compromissos deve ser difícil e corrida essa vida deles. Sou católica e confesso que dificilmente vou a igreja, fiquei curiosa em saber mais sobre o vaticano não sabia que ele existia a tanto tempo assim, deve ter muitas coisas para se descobrir que muita gente nem imagina, vou querer assistir.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Então, não sou muito de ver filmes que seja algo sobre a religião mas já vi alguns e gostei bastante. Esse parece ser bem interessante, ainda mais sobre o vaticano que é um lugar bem sagrado. Espero ver e também ler o livro em algum momento.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Oiii ❤ Realmente, os papas foram importantes em vários momentos da história, ainda mais para manter a paz.
    Achei a premissa desse filme muito interessante, já que vai falar sobre o que levou os papas Francisco e Bento a renunciarem. Deve ser legal para entender mais a fundo o que aconteceu.
    Estou curiosa para assistir esse filme.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  8. Que post fantástico, aprendi e relembrei de muitas coisas. Não sou católica, mas é importante saber a responsabilidade de uma das pessoas mais importante do mundo. Se papa não deve ser fácil. E esse filme da netflix vou acompanhar com certeza e vai ser um grande sucesso.

    ResponderExcluir