Destaques

12 dezembro 2019

Vermelho como Sangue


Eu amo livros nórdicos. Porque eu acho que eles são uma aula de literatura policial com uma boa dose de sangue, o que pra mim é uma combinação perfeita.
Quando vi que esse livro era de uma jovem autora da Finlândia, eu fiquei empolgadíssima, mas lamento informar que minha empolgação foi extremamente precipitada...

Eu nem sei se classificaria este livro como um policial, pois a verdade é que o enredo é fraco, com personagens que não se sustentam, alguns chegam até a ser chatos, e não tem mistério quanto ao que aconteceu. O grande mistério é realmente descobrir o que aconteceu com a personagem principal para que ela se torna-se uma pessoa reclusa com uma mente treinada como se fosse uma espiã, mas até onde sabemos, ela ainda está no ensino médio...

Tudo começa quando Lumikki (que significa Branca de Neve, por isso o nome da trilogia) encontra dinheiro secando dentro de um quarto na escola que é usado para revelar fotografias. As notas estão manchadas de sangue, e à principio, ela não deseja se envolver com nada disso. Mas, mesmo assim, ela volta ao quarto depois da aula e percebe que o dinheiro sumiu. Ela passou por um colega que carregava uma mala, e deduz que ele deve ter recolhido o dinheiro, então ela começa a segui-lo.

Para!
Para alguém que não queria se envolver com nada nem com ninguém, ela já esta fazendo muita coisa, não?!

Ela descobre que três colegas da escola "encontraram" uma mala cheia de dinheiro suja com sangue, que foi "deixada" no quintal de um deles. E como eles estavam chapados de drogas, eles acharam que seria "legal" limpar o dinheiro!
o.O

Eles percebem que estão sendo observados e vão atrás de Lumikki, qua acaba virando amiga deles (pois é a única que sabe o que eles fizeram, logo, a única com quem eles podem conversar) e a única com um cérebro suficientemente sóbrio e inteligente para tentar descobrir quem deixou o dinheiro e por quê.

Vamos parar de novo aqui...
Nesse momento, você percebe que sabe lá Deus por que, Lummiki é alguma espécie de espiã tipo A Viúva Negra da Marvel, que consegue seguir as pessoas sem ser percebida (ela vai passando mentalmente todos os movimentos que são necessários para executar com perfeição essa tarefa, quase te dando uma aula de como o ser humano funciona e como ele não percebe que esta sendo seguido caso siga as instruções); consegue invadir computadores sem que os donos percebam que algo foi mexido; ou consegue se infiltrar nos lugares sem que as pessoas percebam que ela é uma adolescente.
o.O

Mas ok...ela passa a ajudar os "novos amigos" a descobrir o remetente do dinheiro e se vê envolvida em um esquema da máfia russa. que está ligada a um policial corrupto que por coincidência é parente de um dos adolescentes.
Sério gente...onde está o mistério nisso? Vai me dizer que você não sabe o que aconteceu? Por que o dinheiro? Fala sério!
Mas mesmo assim ela vai atrás da máfia! Como se uma adolescente com complexo de heroína da Marvel pudesse fazer alguma coisa contra a máfia!

Sinceramente...a única coisa que eu consegui ver de interessante neste livro é o suspense em relação ao passado de Lummiki e por que ela tem esse lado "a la Viúva Negra".

A diagramação do livro até que estava boa, com letras grandes e papel amarelado, mas é possível notar partes em que o nome dos personagens parecem ter sido trocadas, e outros trechos com erro de revisão. 

Aqui temos algumas capas desta série ao redor do mundo. 

Qual capa você mais gostou? O que vocês acharam desta série? Já leu? Deixa aqui nos comentários o que você achou. 
=) 
Até a próxima.

COMPRE O LIVRO 

Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-8581635798
Páginas: 240
Ano: 2014

Reações: 

Comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Olá! Dá para não gostar de capa nenhuma?! Para ser sincera fiquei presa na primeira frase da resenha e esse tal de livros nórdicos, que nunca tinha ouvido falar antes (risos), mas já fui dar uma pesquisada para me familiarizar. Voltando ao livro, achei tudo o quanto bizarro e definitivamente não é o tipo de leitura que me conquista, dessa vez eu passo.

    ResponderExcluir
  2. Nat!
    Li esse livro há alguns anos atrás e apesar de achar as mesmas coisas que você, principalmente ela sendo uma adolescente, até curti a leitura porque ri muito. Era tanta coisa sem nexo que só poderia rir, então de livro policial, para mim foi uma comédia, mas fiquei curiosa para saber sobre o passado dela...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. O enredo até que é legal, mas coisas que parecem ser sem sentido ou sem contexto não é para mim. Curto livros nórdicos, mas também curto personagens inesquecíveis.

    ResponderExcluir
  4. Oiii ❤ Nossa, esse parece um livro que tinha tudo para dar certo, mas que acabou não sendo tão bom quanto o esperado.
    É realmente maluco pensar que uma criança se envolveria com a máfia, é algo difícil de acreditar.
    É uma pena que o enredo e os personagens sejam fracos e que não haja um mistério propriamente dito.
    Gostei mais da capa brasileira, achei bem bonita a combinação de cores pra dar um ar de suspense.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  5. Achei o enredo principal do livro bem interessante, toda aquela parte da investigação para saber quem é o dono do dinheiro e porque deixou ele no quintal daquele adolescente. Mas achei meio forçado todo o resto, já que a personagem é uma adolescente e é impossível acreditar que ela pode fazer tudo isso.

    ResponderExcluir
  6. Olá! ♡ Ainda não conhecia esse livro e sinceramente não fiquei com muita vontade de conhecer kkk. Adoro mistério, é uma pena que o deste livro seja tão fraquinho. Sobre a questão da máfia, achei super irreal kkk, apesar de eu achar interessante ela ser parecida com a Viúva Negra.
    Enfim, não fiquei muito animada para fazer essa leitura, dessa vez vou passar kkk.
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu vendo a capa do livro, pensei que seria uma trama mais de vampiros, coisas desse tipo. Mas ao ler a resenha fiquei um tanto receosa pela trama. Talvez eu possa ler mas seria com um pé atrás.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Publicidade

iunique studio criativo

Instagram

© Perdida na Biblioteca – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in