Projeto Startup: Da ideia ao primeiro milhão

21 março 2018


Já faz um tempo que venho pensando seriamente em abrir meu próprio negócio. Na verdade, acho que isso é o sonho de todo mundo que percebe que não gosta de receber ordens e que esta trabalhando feito um burro de carga pra dar lucro pra outra pessoa, né? 


Quando soube do lançamento de "Projeto Startup: da ideia ao primeiro milhão", publicado pelo Grupo Editorial Record, pensei que teria finalmente um guia para me auxiliar a dar o ponta pé inicial, afinal, ele diz que trata-se de um manual do jovem empreendedor. Porém, o que eu encontrei foi um livro pra quem já tem seu negócio e quer "dicas" de onde não errar. 

Você, jovem empreendedor, que assim como eu, não faz ideia de por onde começar o seu negócio, esqueça este livro. 

"Se você gosta de trabalhar pouco e com horários regulares, no estilo 9h da manhã às 5h da tarde (...) pensa de forma conservadora, não suporta a ideia de risco nos negócios, deseja uma estabilidade financeira, com ganhos medianos e sem a possibilidade real de crescimento de salario, meu amigo, pare de ler este livro agora, pois empreendedorismo não é pra você." - pág 15

Os autores já possuem uma startup e passam grande parte do livro dando suas dicas de "quais são os tipos de sócios"; "use as redes sociais para divulgar a sua marca"; "quais são os tipos de investidores" e se "concorrência é bom ou não?", ou seja, trata-se de um livro extremamente teórico, e que sinceramente não me acrescentou muita coisa.


Talvez o fato de ser formada em comunicação tenha causado isso, visto que o comunicólogo é aquela pessoa que acaba "sabendo um pouco de tudo" devido as pesquisas que acabamos fazendo pra produção de conteúdo. Porém, eu sinto que nada de realmente esclarecedor ou surpreendente foi dito neste livro para qualquer pessoa. 

Outra coisa que me incomodou foi a pregação de que se você não acordar cedo, trabalhar 15 horas por dia, for dormir tarde e acordar cedo no dia seguinte pra trabalhar em seu negócio, ele esta fadado ao fracasso. Existem diversos livros que ensinam que é possível ter vida e trabalhar por conta própria; e que trabalhar mais horas não necessariamente quer dizer mais eficiência. Na minha concepção, esse livro foi escrito por um workaholic que acha que todo mundo tem que se matar de trabalhar como ele. A geração atual valoriza a inovação; valoriza ter o próprio negócio; mas valorizamos também um ambiente saudável e qualidade de vida. 

"Acorde cedo, trabalhe muito, durma tarde e acorde cedo novamente para trabalhar mais 15 horas por dia. Faça isso de forma consistente e focado em seu projeto, e em alguns anos colherá muitos frutos." - pág 81

Eu esperava um livro bem mais prático e direto, visto que se eu quisesse dicas sobre empreendedorismo de forma teórica, eu teria feito o curso do SEBRAE de graça e mais direcionado pra quem realmente não faz ideia de como começar um negócio. Uma leitura de uma biografia de um grande empreendedor, teria me acrescentado mais...


Editora: Best Seller
ISBN: 9788546501205
Ano: 2018
Páginas: 96

1 comentários: