Destaques

29 novembro 2020

Touro: A Rainha do Zodíaco #2


Livro Touro A rainha do Zodíaco


Quando deveria terminar em luxúria, mas termina em ranço

No segundo livro da série "A Rainha do Zodíaco", publicada no Brasil pela editora Bookmarks, a rainha Novaleen será enviada ao representante da casa de Touro, um homem muito frio; muito exigente e que não aceita desobediências. 
Desobediência é punível com dores físicas, em uma masmorra que só não é o quarto vermelho do Sr.Grey porque ele é frio demais para passar uma mão de tinta no quarto. 

Inclusive, compara-lo com o Sr.Grey chega a ser um insulto ao Sr.Grey, porque pelo menos o carinha queria que a Anastácia tivesse algum prazer. Esse quer só dar dor e humilhação a pobre da rainha. Como se ser passada de mão em mão por 12 caras ao longo de ano já não fosse dor e humilhação suficiente... 
Enfim...

Reações: 

A Troca de Emma Wildes

Livro A Troca de Emma Wildes


 Um romance de época bem controverso 

Romance de época segue mais ou menos o mesmo script, tendo uma mocinha bela recatada e do lar que acaba tendo seu coração, e muitas das vezes através do primeiro beijo, roubado por um protagonista que pode variar entre um príncipe encantado ou um sujeito averso a sociedade londrina, mas que no fundo esconde um enorme coração. 

Eles se apaixonam, tentam negar seus sentimentos, acabam por sucumbir ao amor (seja ela se entregando a um escândalo ou casando com ele) e vivem felizes para sempre. 

FIM. 

Mas o que acontece quando a donzela casa com o príncipe encantado e o príncipe não tem como cumprir com seus "deveres matrimoniais"? Essa é a premissa básica deste livro, mas a resolução deste "problema" gerou uma grande comoção nas redes sociais... confira a sinopse que você irá entender por quê. 

O Lord Adam Trevor está em uma situação complicada. Prestes a se casar com a mulher de seus sonhos, ele descobre que está incapacitado de consumar a união que aguardou por tanto tempo, devido a um acidente recente. Os médicos garantem a Adam que ele ficará curado, mas enquanto isso não acontece, ele não quer admitir para a futura esposa que ele não é capaz de ser homem. Se ao menos seu irmão gêmeo Alex, um libertino inveterado com um imenso apetite para mulheres bonitas, tomasse seu lugar, talvez sua adorável esposa não precisasse saber... Jacqueline é a mulher mais sortuda do mundo. Casada com o homem que adora, sua vida é um conto de fadas... só que seu marido é muito diferente, durante o dia, do amante sensual e de sangue quente que a visita todas as noites. Confusa e surpresa, só após uma dança em um evento social com seu cunhado charmoso e sedutor, ela passa a se perguntar se pode ter havido uma troca.

ESTA RESENHA CONTÉM SPOILERS

Reações: 
16 novembro 2020

Darkside reúne autores e ilustradores brasileiros no selo caveirinha.

  

 




A quarentena deu cria.

Sete artistas brasileiros, deram vida a quatro histórias nascidas num ambiente de criatividade reclusa, que e  que acabam de ser lançados pelo selo Caveirinha, da DarkSide Books, inteiramente dedicado ao público infantil.. 

O autor Marcel Souto Maior transformou uma noite de insônia em “Nós, os ETs”. O texto foi teclado quase todo de uma só vez e sofreu algumas mudanças depois, todas fruto da troca com Mariana Massarani, artista visual icônica no meio da literatura infantil, que aceitou o desafio de construir essa dupla com Marcel.

Já o autor Ferréz transforma uma história de dor em uma homenagem à memória, em “Anna e o Balão”, que ganha as cores e os traços de Fernando Vilela. A Caveirinha também promoveu o encontro de Raphael Gancz (texto) e Mariana Coan (arte), que embarcaram numa viagem em busca da magia, do mistério, em “Meu Querido Abismo”. O quarto título é de um antigo parceiro da DarkSide, Wesley Rodrigues, que estreia no selo Caveirinha com “O Balde Vazio”.

CONFIRA A SINOPSE DE CADA LIVRO

Reações: 
01 novembro 2020

A Verdade sobre as Editoras de Livros e o Mercado de Atenção das Redes Sociais

Editoras de Livros X Redes Sociais

 O QUE O MERCADO LITERÁRIO PODE APRENDER COM O MERCADO DO AUDIOVISUAL

Responda rápido: De qual indústria as editoras de livros fazem parte? 

Se você respondeu a "Industria do Livro, ou Mercado Editorial", parabéns... 
VOCÊ ERROU!

As editoras hoje disputam espaço com a indústria da atenção, aquela mesma indústria que tem gigantes do Vale do Silício, responsáveis por aplicativos que fazem com que nós fiquemos na frente de telas durante horas, como Instagram e Youtube, ao invés de ficar horas com a cara enfiada no livro. 

Segundo os dados divulgados na última pesquisa "Retratos da Leitura do Brasil", o país PERDEU quase cinco milhões de leitores entre 2015 e 2019. Junte o fato de que as editoras tiveram uma queda do  faturamento em torno de  29% de 2006 a 2019, e o que temos é o cenário perfeito para o caos no mercado editorial. 
Ou melhor... o principio do fim. 

Reações: 

Instagram

© Perdida na Biblioteca - Notícias do Mercado Editorial para Leitores – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in