Todo mundo merece morrer

01 outubro 2018


Se você ainda não foi apresentado ao livro de Clarissa Wolff - Todo mundo merece morrer - sente pois você ficará chocado (a) com a forma como a autora traduz o que todos já sabemos: ninguém é santo. 

Vivemos hoje numa sociedade que prega o políticamente correto, e onde todas as pessoas precisam passar a imagem de cordeiros bonzinhos, né? 
Mas a verdade é que por baixo dos panos, muitos desses cordeirinhos escondem segredos que até a sua avó duvidaria. 
Clarissa traça um perfil para cada um deles, mostrando a complexidade do ser humano, onde pessoas vistas como "malvadas" podem não ser tão ruins quanto as pessoas vistas como "inocentes". 


Em pouco mais de 160 páginas, a autora mostrará através da história de cada personagem debates sobre feminino; sobre a pressão que as mulheres sofrem da sociedade de engravidar; sobre eutanásia; sobre a mentalidade de que preto e pobre tem que ser traficante; sobre diferenças de classes sociais e estupro. Alguns capítulos chegam a ser difíceis de digerir, mas vale à pena o esforço. 

Após a leitura deste livro, você nunca mais andará de metrô sem imaginar o que cada passageiro da composição esconde. Inclusive você...

A resenha completa, você confere no vídeo abaixo. 


Editora: Verus
Ano: 2018
Páginas: 168
ISBN: 9788576867180

1 comentários:

  1. Naty!
    Muitos personagens para um livro, né?
    Tudo faixada, né? Todos temos nossos 'erros' na vida.
    Todo mundo cheio de maldades em suas vidas e o vilão, é até mais inocente que os protagonistas, achei bem real e interessante.
    Deve ser um livro bom e atual.
    Grande mensagem e reflexão.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir