Os livros favoritos de Agatha escritos por...ela mesma!!!

28 janeiro 2019


Os autores não gostam de admitir isso, mas eles também tem seus livros favoritos. Seja pelo orgulho da história que conseguiram construir; ou pelo desafio que enfrentaram ao elaborar o enredo daquele livro; todos os autores tem seus filhos favoritos. E Agatha Christie não seria uma excessão. 
A diferença é que ela REALMENTE revelou quais eram seus livros favoritos e vocês podem conferir a lista no vídeo abaixo e os detalhes de por quê cada um deles foram escolhidos. 



AGATHA CHRISTIE POR ELA MESMA

Confira os comentários de Agatha Christie sobre cada um dos livros escolhidos
"My own ten would certainly vary from time to time because every now and then I re-read an early book for some particular reason, to answer a question that has been asked me perhaps, and then I alter my opinion – sometimes thinking it is much better than I thought it was – or not so good as I had thought. - Agatha Christie (1972) 

fonte: Site oficial da Agatha Christie
And Then There Were None – a difficult technique which was a challenge and so I enjoyed it, and I think dealt with it satisfactorily.
(O caso dos dez negrinhos - Uma técnica difícil que foi um desafio  e por isso eu adorei, eu acho que lidei de forma satisfatória com isso).
The Murder of Roger Ackroyd - a general favourite and also the first time where the narrator has managed to be the villain.
(O assassinato de Roger Ackroyd - No geral é um favorito, e também  foi a primeira vez que o narrador conseguiu ser o vilão)
A Murder is Announced – I thought all the characters interesting to write about and felt I knew them quite well by the time the book was finished.
(Convite para um homicídio - Eu achei todos os personagens interessantes de escrever e senti que queria eles perto conforme terminava o livro). 
Murder on the Orient Express – again because it was a new idea for a plot.
(Assassinato no expresso do Oriente - de novo porque foi uma nova ideia para um enredo)
The Thirteen Problems – a good series of stories.
(Os treze problemas - uma boa sequência de histórias)
Towards Zero – I found it interesting to work on the idea of people from different places coming towards a murder, instead of starting with the murder and working from that.
(Hora zero - Eu achei isso interessante trabalhar com a ideia de pessoas de lugares diferentes se encontrarem para um assassinato, ao invés de começar com o assassinato e trabalhar a partir daí)
Endless Night – my own favourite at present.
(Noite sem fim - Meu favorito no momento)
Crooked House – I found a study of a certain family interesting to explore.
(A casa torta - Eu encontrei uma história familiar certamente interessante de se explorar)
Ordeal By Innocence - an idea I had had for some time before starting to work upon it.
(Punição para inocência - uma ideia que eu tinha tido algumas vezes depois que comecei a trabalhar com isso)
The Moving Finger – which I have re-read lately and enjoyed reading it again, very much."
(A mão misteriosa - Eu tenho relido ultimamente e gostei de reler, muito mesmo!)

Fontes: 
http://www.telegraph.co.uk/culture/books/11092925/How-WW1-shaped-Agatha-Christie-and-Poirot.html
http://agathachristie.wikia.com/wiki/Archibald_Christie
http://www.agathachristie.com/about-christie/in-her-own-words
https://pt.wikipedia.org/wiki/Agatha_Christie
http://www.englishriviera.co.uk/agathachristie
http://mapadelondres.org/agatha-christie-em-londres/
http://www.itv.com/news/west/update/2014-09-17/agatha-christies-grandson-tells-us-his-memories/
https://literaturapolicial.com/2014/09/20/as-memorias-do-neto-de-agatha/

7 comentários:

  1. Deve ser muito dificil para os autores assumirem essa bronca de revelar os livros favoritos, como a relação entre os pais e os filhos. Agatha Christie selecionar uns entre tantas estrelas em sua estante é uma atitude nobre. Compartilho da opinião da autora com O caso dos dez negrinhos. E quero ler O Assassinato no Expresso Oriente.

    ResponderExcluir
  2. Natália, imagino o orgulho de um escritor com todos os seus trabalhos.
    Mas realmente eles devem ter as suas obras favoritas... Os seus orgulhos! E vendo a postagem,as nossas conclusões se confirmam. :)

    Li poucos livros da Agatha,mas os que li adorei.
    Agora o Assassinato no Expresso do Oriente,na minha humilde opinião, foi o melhor que li,sem dúvida alguma!

    Eu espero sinceramente ler mais livros da autora. Pois a "danada" nos prende em suas escritas,do início ao final.

    ResponderExcluir
  3. Já li poucos livros de Agatha Christie, por falta de oportunidade mesmo. Descobri aqui no blog a quantidade enorme de livros publicados e o desejo de ler outros só aumentou. Estou com Hora Zero aqui pra ler e gostei de saber que esse se encontra na lista de preferidos da autora.

    ResponderExcluir
  4. Oiê!
    Confesso que preciso conhecer os livros da Agatha, como leitora de romance que sou raramente saio dessa linha, mas estou ficando bem curiosa e convencida de que devo sim me aventura no mundo de dona Christie.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Acho que todo mundo ama assassinato-no-expresso-do-oriente e também um dos meus favoritos dela e junto com elefantes não esquecem

    ResponderExcluir
  6. Nat,
    Menina, não imagino como uma autora consiga separar seus livros favoritos, nem o de outros autores, e muito menos os próprios, rs.
    Como está "em alta", muito se fala sobre "O assassinato..." e acredito que deve ser o orgulho dela... Quem sabe nO me empolgo a ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Com certeza os autores tem seus favoritos deles mesmo, assim como devem ter livros que eles escreveram e depois se decepcionaram ao lerem o que foi escrito.
    Como disse em comentários anteriores, nunca li nada da Agatha, então vou ter que confiar na sua opinião e na dela =P.
    Eu vou começar pelo primeiro livro da lista, "O caso dos dez negrinhos" ou por "Convite para um homicídio", pois eu a-d-o-r-e-i a premissa dos dois <3 -e o título do segundo-.
    É muito legal ler os comentários dos autores pela perspectiva deles mesmos. As vezes é bem diferente da perspectiva dos leitores.

    ResponderExcluir