Destaques

01 junho 2020

Entenda a capa de Midnight Sun, novo livro da saga Crepúsculo


Quando Stephenie Meyer divulgou o lançamento de Midnight Sun, novo livro da saga Crepúsculo que narra a história pela visão de Edward Cullen, os fãs ficaram eufóricos mas ao mesmo tempo divididos em relação a capa. 
A capa deste novo livro segue o design presente em todos os outros livros, porém, conta com uma romã como símbolo.
Mas você sabe por que ela foi escolhida para ilustrar esse novo livro? 

A ROMÃ NA MITOLOGIA


A romã esta presente em diversas mitologias pelo mundo, porém a história que ficou mais conhecida envolvendo essa fruta é a de Perséfone, que ao ser levada para o Tártaro por Hades acaba comendo três sementes desta fruta e, com isso, selando o seu destino no mundo inferior, já que ela não poderia regressar aos mundos do vivo se comesse qualquer coisa do mundo inferior. É por isso que Perséfone precisava retornar ao mundo inferior por três meses a cada ano, os quais simbolizam a estação do inverno.

Se a maça é vista como a fruta do pecado e da tentação, e lembrem-se que a primeira capa trazia uma maça que representava a Bella, como tentação de Edward; nesta temos uma romã que representa a ligação de Edward com este mundo sombrio.


Mas a escolha da romã não para por ai...

Originária da Pérsia essa fruta é considerada uma relíquia sagrada da natureza, sendo utilizada desde a antiguidade para simbolizar o amor, a vida, a união, a paixão, o sagrado, o nascimento, a morte e a imortalidade.


Todas características de Edward, já que ele ama, nasce, morre e torna-se imortal!
Inclusive no Judaísmo, esta fruta essa associada a fertilidade e fertilidade se relaciona com outra coisa muito característica de Edward: Sangue. 

Stephenie Meyer não dá ponto sem nó...
Agora que a capa foi explicada, vocês concordam com o simbolismo escolhido pela autora? Deixem seus comentários. 

ADQUIRA O LIVRO 

Fonte: 

Reações: 

Comentários via Facebook

4 comentários:

  1. Olá! Confesso que tive certa dificuldade em reconhecer que se tratava de uma romã (risos), a principio achei que fosse uma maçã podre #alouca, mas... depois do surto, até que achei bem plausível a escolha, e retrata bem nosso vampiro “brilhante” (não poderia deixar passar).

    ResponderExcluir
  2. E aí vai ter filme com essa história como a continuação da saga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem pq ter filme. A história é a mesma de crepúsculo, só que pelo ponto de vista de Edward. Só se fossem fazer os takes que Edward tá com a família dele e que Bella não viu, ou quando ele ia caçar ou quando ele viajou para Denali. Que são os momentos que Bella não está com ele, logo a gente não viu na tela grande, pq crepúsculo a gente só conseguia ler e ver tudo pelo olhar de Bella. Então não tem pq existir um filme só do livro e msm se fizessem, seria um remake de crepúsculo teoricamente, pq os atores não tem mais a mesma aparência e sendo vampiros e tal não faz sentido. Espero que no meu extenso texto eu tenha sido clara kkk me empolguei aqui escrevendo.

      Excluir
    2. Não faz muito sentido ter filme, pois Midnight Sun é a história de Crepúsculo. Ele começa e termina exatamente como o primeiro livro. Mas podemos sonhar, que com o sucesso de Midnight Sun, a autora se anime para escrever por exemplo, a história de Carlisle. Ou algo com a filha deles. PS: Eu prefiro a histporia do carlisle para vermos o início de tudo.

      Excluir

Instagram

© Perdida na Biblioteca – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in