Destaques

13 setembro 2020

Encontre o seu Ikigai



Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz.



Ikigai significa “razão de ser”, e podemos dizer que é o nosso propósito. 


Algumas pessoas acreditam que existe um propósito para as suas vidas, uma razão que serve de motivação para levantarem de suas camas todos os dias; Já outras podem acreditar que estamos aqui apenas somar dias nesta existência. 


O Ikigai, vem sendo muito difundido no âmbito profissional, para ajudar as pessoas a encontrarem sentido no seu trabalho e escolher suas profissões. No livro “Ikigai: Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz”, os autores Héctor Garcia e Francesc Miralles abordam a questão profissional, mas eles focam mesmo no que faz com que o Japão seja o lar do maior número de supercentenários, pessoas que passaram dos 100 anos, como seu estilo de vida; sua alimentação e, é claro, seu Ikigai muito claro. 


No vídeo abaixo nós vamos falar sobre o lado profissional do Ikigai, mas se você quiser saber mais sobre os segredos da longevidade desses supercentenários, tem mais informação neste post e o pessoal que apoia este canal no Catarse receberá (ou já recebeu) um e-book com a dieta Ikigai e um manual para encontrar o seu Ikigai. O manual, você pode baixar clicando aqui


Vamos começar? 


COMO ENCONTRAR O SEU IKIGAI? 




Para encontrar seu Ikigai, você deve preencher primeiro cada quadrante destes círculos com: o que você ama; o que você é bom; o que o mundo precisa e o que você pode ser pago para fazer. 

Depois de preenchidas essas áreas, começa o trabalho de verdade. Você precisará pensar o que é a sua vocação, a sua profissão, sua paixão e a sua missão. 

Sua vocação é algo que o mundo precisa que seja feito e que você poderia ser pago para fazer. 

Sua profissão é aquilo que somos pagos e que somos bons em fazer. 

Sua paixão é aquilo que amamos fazer e que somos bons. 

E a sua missão é o que amamos fazer e algo que o mundo precisa que seja feito. 

Quando você finalizar essa parte do meio do Ikigai, você precisará analisar as suas respostas e encontrar aquilo que é comum a todas elas. Esse é o seu Ikigai e o que você deveria estar fazendo para ter uma vida cheia de significado e felicidade. 

Para te guiar passo-a-passo por cada uma dessas áreas, eu sugiro que você veja o vídeo da Animma, que é maravilhoso. 


COMO SABER SE ENCONTREI MEU IKIGAI 



Simples. Você irá entrar em estado de “flow”. O estado de flow é quando você está tão imerso na tarefa que está executando que você esquece o tempo. Nada mais existe além do que você está fazendo. 

Existem 7 condições que possibilitam que você entre em estado de flow, mas essas condições são para quando você tem um trabalho que precisa ser executado e precisa criar as condições para que você consiga fazê-lo. Quando você tem o seu IKIGAI, essas condições já estão lá, logo, você entra em estado de flow sem nem mesmo precisar criar condições artificiais para isso. 

Mas é isso: Se você perde o tempo fazendo algum trabalho, provavelmente, esse é o seu Ikigai ou é algo muito próximo a isso…



COMO O IKIGAI INFLUENCIA A MINHA LONGEVIDADE? 



Segundo os estudo dos autores deste livro, seguir o seu Ikigai é um dos 4 pilares para uma vida longa e feliz. Os pilares são: 


- Dieta Ikigai (uma lista de alimentos que todos os habitantes das zonas azuis tem em comum)


- Exercícios físicos


- Ter um propósito (seu Ikigai) 


- Ter amigos (uma rede sólida de convivência) 


O SEGREDO DA LONGEVIDADE



O segredo para uma vida longa, que é comum nas zonas azuis, seria uma série de alimentos (dieta ikigai), cuja a lista foi enviada aos apoiadores do blog no Catarse; não comer demais, parando de comer quando seu estômago atingir 80%; fazer exercícios regularmente e não estou falando de musculação e treinos de alto impacto, mas de yoga… tai chi.. caminhadas… ; seguir o seu ikigai durante sua vida profissional e nunca se aposentar. Ao parar de trabalhar, as pessoas continuam se dedicando a seu Ikigai em suas casas ou em clubes que se associam na “aposentadoria”. A palavra aposentadoria, inclusive, não existe no Japão. E por último, manter uma rede de amigos, que ajuda a diminuir os níveis de estresse em momentos cruciais da vida e a manter a atividade cerebral e física na velhice. 

O estresse, inclusive é o assassino da longevidade. Os anticorpos do nosso corpo, reagem ao estresse da mesma forma que a um agente patológico, deteriorando as células boas. E para o desespero da nossa geração, as notificações de redes sociais e emails são vistas pelo nosso cérebro como um predador, um desencadeador de estresse, por isso somos a geração mais estressada e ansiosa de toda a história da humanidade. 

Esses e muitos outros insights vão sendo abordados ao longo do livro conforme os autores começam a observar as características comuns dos supercentenários e as localidades onde eles se encontram. Mas se você quiser saber de todos esses insights, terá que ler o livro. 

ADQUIRA O LIVRO 


Reações: 

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Instagram

© Perdida na Biblioteca – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in