Destaques

15 dezembro 2020

Jackpot de Nic Stone

Livro Jackpot de Nic Stone


 A Sociedade Capitalista como ela realmente é. 

Rico é uma jovem que trabalha em uma loja de conveniência em um posto de gasolina nos Estados Unidos. Ela vive com seu irmão mais novo e sua mãe em uma situação muito delicada, tendo que literalmente contar moedas para poder pagar o aluguel e colocar comida na mesa. Algumas vezes, tendo que escolher qual das duas opções eles terão. 

Apesar das dificuldades, a mãe faz questão de que eles morem em um bairro mais chique, para que Rico e o irmão tenham acesso a melhores escolas. Assim como acontece no Brasil, existe um sorteio de fim de ano, e Rico acaba vendendo um bilhete da loteria para uma simpática velhinha que entra na loja. A senhora, compra dois bilhetes, entregando um deles a Rico como um presente de Natal e ficando com o outro. 

Quando no dia seguinte Rico confere os números sorteados, ela tem certeza de duas coisas: 

1. A simpática velhinha é a ganhadora do sorteio, pois os números sorteados são a data de nascimento dela e que foi motivo da conversa entre as duas na noite anterior. 

2. A simpática velhinha não faz ideia de que ganhou o prêmio e o bilhete valendo milhões deve estar esquecido na bolsa dela, pois a mesma informou que estava passando por "problemas de memória". 

Rico começa a procurar por informações que possam levar ao paradeiro da senhora, e para isso, ela precisará da ajuda de seu colega da escola - Zan - herdeiro de uma marca de papel higiênico, e hacker nas horas vagas, para descobrir onde a velhinha se meteu. 

Altruísmo? Uma boa ação? 

Nada disso, Rico esta de olho em alguma bonificação que a simpática senhora possa dar pela "ajuda" e assim, talvez ela consiga dar uma sobrevida a sua família que esta vivendo no limite. 


UM TAPA NA SUA CARA EM FORMA DE ROMANCE FOFO ADOLESCENTE

Sabe aquele livro que parece uma história fofa adolescente, mas que na verdade vai te dando vários tapas na cara nas entrelinhas? 

Esse é um exemplo perfeito desse tipo de livro. "Jackpot" utiliza da mesma forma narrativa de outros livros consagrados do gênero como "O ódio que você semeia", onde nos é mostrado através da visão da protagonista negra todos os valores distorcidos da sociedade. Enquanto em "O ódio que você semeia" nós fomos confrontados com o racismo nos Estados Unidos, em "Jackpot" nós descobrimos como o sistema capitalista é cruel. 

Não importa que você tenha trabalhado a vida inteira; você vai terminar com uma aposentadoria que mal dará para se sustentar. 

Não importa que você trabalhe dia e noite para ter uma vida melhor; quando você cair doente e precisar recorrer ao sistema de saúde, você provavelmente irá a falência. 

Trata-se daquele livro totalmente viciante; completamente verossímil e que mostra o quão injusta é a sociedade, o capitalismo e a vida. E que meritocracia é uma utopia. 

Racismo; segregação social; escolhas e suas consequências; tudo em um só livro. 

Os personagens são tão reais que você quase consegue tocá-los. Apesar de Rico ser a protagonista, que irá lhe mostrar todas essas adversidades, Zan foi uma agradável surpresa com sua confiança sem limites. O final do livro é outro ponto alto. Apesar de não ter sido o que eu imagina (e gostaria), ele é condizente... real... e emocionante. 

MELHOR LIVRO DE 2020 COM CERTEZA


ADQUIRA O LIVRO 

Reações: 

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Instagram

© Perdida na Biblioteca - Notícias do Mercado Editorial para Leitores – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in