Ayra

21 abril 2019


" Ela cresceu sendo silenciada, seus gritos ecoando na mente. Ela sobreviveu quando tudo que desejava era que a luz se apagasse. Ela virou mulher, virou mãe, virou exemplo. Ela poderia ser eu ou até mesmo você. Mas ela soube ser mais, mais luz, mais amor  ... mais vida" Andy Collins


Ao finalizar o livro "Cage", li como Ayra ficou despedaçada. Após um "gatilho" tudo aquilo que camuflou, durante um período de tempo, veio e a transformou em "cacos".

Essa resenha será sobre a resiliente Estela.

Então, venham comigo!


" O que arrancam de você não voltará, mas o que construiu depois disso e a pessoa que se tornou só prova o quanto é uma guerreira."
Estela, mais conhecida como Ayra, criou um novo ser. Aquele que passava pela vida, ignorando o que havia sobrevivido. Mas quando o irmão do seu melhor amigo, realizou o gatilho que a fez reviver tudo que aprisionou. Ela se tornou "aquela" novamente.


Esta protagonista é surpreendente, (por mais que não se perceba) resistente, (mesmo com toda a treva que viveu) há luz em sua companhia, deslumbrante, intensa, exala adrenalina, inteligente, esforçada e sobrevivente.

Seu porto seguro, se modela em uma pessoa ... Daniel. O melhor amigo de Cage. Aquele que presenciou o momento de " fissura". Ele é um homem que aprendeu com os seus erros, com o casamento fracassado, com a angustiante estória de seu best friend e com o olhar fragmentado de Ayra.

Não é só um spin-off dark ou uma estória de amor ... É o renascer da fé ( em si mesma, principalmente, e no outro).

" Eramos dois corações cautelosos tentando descobrir como se curar."
Quando tudo vira cinzas, ou você vira fênix ou estertora. E é sobre isto este livro.

Enquanto, nossa heroína está lutando para conseguir recuperar quem ela é, o nosso protagonista está se reinventando.

Ambos passaram por momentos que ninguém sonha em passar. Mas precisam " estancar a ferida", deixa-lá cicatrizar, fazer a energia da dor a sua força e seguir em frente.

Uma luta pela dádiva da vida. Ela têm avidez por se libertar do passado e Ele deseja ser melhor pelo seu filho e por todos que já viveram "tempos de pugna".
" As pessoas não estão acostumadas a ver as outras como elas verdadeiramente são."
Qual o poder do seu passado sobre a sua estrutura? Até que ponto, nossa força se cria por nós mesmos? Quem está ao nosso lado é o diferencial? Quando "desaba", quem é mão ao seu lado para levantar? Nossa escuridão é camuflada ou aprendemos como ela é, para saber quem somos e o que decidimos ser? Um sorriso, esconde ou revela nossas verdades? Para quem ou o quê ou como damos o poder de decisão?Quando não se confia em seus próprios atos, como confiar no outro? Qual é a nossa opção?
" Existem mulheres fortes e mulheres que ainda não descobriram a sua força."
Sobre este livro? Sensacional.

O melhor spin-off, que já tive a honra de ler. Andy Collins, que escrita fenomenal. Mais que um romance Dark ... é um rasgar o véu. Nos mostra, na medida certa, uma das muitas consequências da verdade tratada, nesta obra. Veio, nos fez sentir o que queria e finalizou de um jeito (que julguei) digno e impactante.

Obrigada, por este enredo Andy! E, meus amores, até a próxima leitura!

COMPRAR
Editora: The Gift Box
Escritora: Andy Collins
ISBN: 9788552923398
Ano: 2018
Páginas: 195

9 comentários:

  1. Raramente spin-offs são tão bons assim. Acho que alguns são realmente necessários, como parece ter sido o caso desse livro.
    Ainda não comecei a me aventurar pelos romances dark mas escolhi essa série para isso porque achei os personagens muito bem estruturados.
    Quero muito conferir tudo isso o quanto antes.

    ResponderExcluir
  2. Mais um livro de superação que eu adorooo!!! Já tinha lido comentários positivos de Cage (mais uma capa q não me chamaria atenção se n fossem os comentários). Mais uma narrativa de "recomeço", de resgate do que se era, mais uma possível mudança e superação. O que me emociona também nesse tipo de livro são os amigos, amores e apoios que se conquistam ao longo desse período dark da vida, como não ser gratos, afinal, digerir sapos da vida não é fácil. Outro ponto que chamou atenção, é ter dois lados, duas visoes de como cada protagonista vem se superando. Nós mulheres temos um ritmo e os homens outro, e vendo de ambos é muito bacana, sem contar no final impactante que tu mencionou.

    ResponderExcluir
  3. Com suas resenhas Lays,ando conhecendo livros que até então não conhecia. Nem sequer havia visto essas capas por aí.

    Bem,faz um bom tempo que não tenho lido livros do gênero. Mas até que estou com saudades.

    É legal poder acompanhar personagens superando suas angústias passadas.

    Quem sabe eu me emocione tanto quanto você ?

    Espero que sim!

    ResponderExcluir
  4. Olá Lays!
    Gosto quando um livro passa uma mensagem profunda para o leitor, e nesta obra a autora usa a protagonista para canalizar nos leitores e necessidade de persistir, mesmo quando tudo parece estar perdido. Arya é uma personagem forte, pela qual é impossível não torcer ao longo da leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Estou com Cage aqui na minha lista, mas ainda não tive oportunidade de ler e depois dessa resenha, o jeito é tentar passar na frente, afinal acabei de acrescentar mais um a lista (risos). Gosto bastante deste tipo de leitura mais dark.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lays!
    Não li Cage, e sinceramente assim como não me interessei pela trama dele também não me interessei pela trama do spin-off Ayra, não curto muito romance Dark, até li alguns mas apenas os do tipo leves, os mais pesados, certas situações, é meio difícil de engolir pra mim, sabe?!
    Por isso dificilmente eu leria a história de superação de Ayra e Daniel... Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Quando gostamos de uma série, é muito bom ter um spin-off que realmente faz a diferença e não seja só encheção de linguiça pra vender mais aproveitando o enredo de sucesso. Os personagens são bem trabalhados e a história de cada um faz a diferença, o que acaba conquistando o leitor.

    ResponderExcluir
  8. Lays!
    Fiquei sem entender bem: ela tem dupla personalidade? Duas pesoas coabitam em sua mente e ações?
    Parece um bom spin-off dark que retrata uma história de amor.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Que bom que esse spin-off agradou geralmente eles são meio fracos, na minha opinião rs. Gostei dessa personagem que garra ela tem, isso nos passa inspiração para não desistirmos por mais que as coisas estão difíceis. Parece ser uma historia que emociona, faz a gente torcer pelo casal para que eles consigam superar as feridas. Ainda não li do Cage mas já li muitos comentários sobre ele.

    ResponderExcluir