Um Cavaleiro a Bordo

04 outubro 2019


"Andrew pensou em todas as causas pelas quais daria a própria vida. E concluiu que nenhuma delas chegava nem perto da vida daquela mulher." Pg.231




Amoreeeeeees, chegooooooou!!!! 💙

Para quem não leu as outras resenhas, desta série, vou me explicar ...

Este livro, era o que eu mais aguardava.  Porque o Andrew é o meu preferido dos irmãos Rokesbys.

Então, venham comigo!!!!


Aqui conhecemos o brincalhão e misterioso terceiro irmão. Este é aquele que leva uma construção de castelo de cartas tão a sério, que não se pode respirar naquele ambiente. Porém, é o mesmo que não mede esforços para um bom deboche. huahauhauha Então, assim que Andrew nos é apresentado no primeiro volume dos Rokesbys.

E no seu livro, temos a confirmação de como a ironia caminha lado a lado com ele. Divertido, leal, digno, confiável, líder, organizado e um perfeito cavalheiro.

Genteeee, ele é fantástico!

E o seu par é - nada menos que - uma Bridgerton. Exatamente! E vocês acham que Poppy ( sim, este é realmente o nome dela) é recatada e do lar??? Não mesmo .... Uma aventureira nata, inteligentíssima, sagaz, curiosa e empática.

Como não torcer por eles? Impossível!!! 
"Era como se ela fosse a primeira mulher que ele tocava na vida. Era estranho como se sentia satisfeito só de poder contemplar seu rosto. Poppy admirava o céu, ele a admirava, e tudo era perfeito. Não. Perfeito, não. Perfeito significava completo. Finalizado. Aquilo não era perfeito. Ele não queria que fosse. No entanto, a sensação de viver aquele momento era perfeitamente maravilhosa."
Agora, que já apresentei o casal, vamos para a história...

Em uma tarde, nossa louca mocinha descobre um local (escondido e, lógico, de difícil acesso) e decide conhecer o ambiente. Contudo, é um local que navegantes escondem seus bens. E para o seu azar, ou sorte, dois aquaviários a encontram e a levam a bordo. Afinal, se ela achou o esconderijo deles, quer dizer que não é mais tão secreto assim, "vero"???

E é deste modo, que os caminhos se cruzam ... Quem é o comandante do navio?? Isso, Andrew. Todavia, na embarcação ele é conhecido somente como "Capitão Andrew James".

Mesmo ele reconhecendo o seu sobrenome ( claro, a sua melhor amiga é a prima da Poppy), o mesmo não revela quem é e ainda a sequestra. Sim, a leva para Portugal com eles.
"Um livro deve ser lido apenas quando desperta interesse. (...) Só quando aplaca uma sede de conhecimento que vem de dentro do próprio leitor (...)"
Vocês devem estar achando a narrativa maluca, mas a verdade é que nossa - mais nova - Bridgerton descobriu mais do que um esconderijo de saqueamento. Ela descobriu um local utilizado pela Coroa.

Andrew é mais que um capitão, de uma navio pirata. Ele trabalha, secretamente, transportando documentos valiosos em nome de Sua Majestade. E, definitivamente, ninguém sabe. Nem mesmo a sua família. Por esta razão, que não utiliza o seu nome completo. Para que suas idas e vindas, não sejam notadas.

E , por conhecer a sociedade teme que tenha que casar com Poppy, ao final da navegação. Entretanto, ele não pode arriscar deixá-la e ela retornar ao lugar secreto e se deparar com um agente da coroa.

Perdidos, o livro se passa - a maior parte - dentro da embarcação. Então, o ponto central são as conversas. E foram inteligentes e fascinantes.

E eu gostei como a escritora conduziu a atração entre eles. Foi natural e com fortes elos. Com um final de aquecer o coração.


Se eu gostei? Eu amei este livro. Sem sombras de dúvidas, este não é só o meu livro preferido da série... É um dos meus livro preferidos da Diva Júlia.

Amores, eu ria tanto, mas tanto  - por me envolver tanto nos diálogos ( e que diálogos!!!) - que eu acredito que o povo me achava louca no VLT. Certeza absoluta!!!

A leitura flui naturalmente, como se o leitor estivesse vivendo a cena retratada. As conversas possuíram uma estruturação esplêndida.

Em um nível que:
Você queria participar da cena. 

Não há dúvidas, que a diva se superou mais uma vez. E nos trouxe uma narrativa que vibramos e torcemos de início ao fim. E nas últimas páginas, estamos com um sorriso bobo - no rosto - e refletimos o quanto os personagens cresceram ao decorrer do enredo, de uma forma linda e sutil.

Mais do que indicar, convido a todos a realizar esta leitura fantástica!

Até a próxima resenha!
Série: Os Rokesbys #03
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580419832
Ano: 2019
Páginas: 287
Sobre a série: Antes da geração Bridgerton, que amamos. Antes de Violet, nossa mãe literária, sonhar em fazer parte desta grande família. Existiam os vizinhos, "tipo" família, do Edmundo Bridgerton. Haviam os ROKESBYS. Cinco irmãos: George, Edward, Andrew, Mary e Nicholas. Até este momento, seria uma trilogia. Os enredos, respectivos, seriam a respeito dos três irmãos Rokesbys mais velhos, seguindo a ordem cronológica dos mesmos. Abaixo, está a ordem dos livros:



16 comentários:

  1. Olá
    Nesta nova série a autora conseguiu renovar um pouco a fórmula e está se distanciando um pouco dos finais repetitivos. E aqui sem sombra de dúvidas o ponto alto são os diários hilários entre os protagonistas, tornando um desafio para o leitor segurar o riso (mas podem nos chamar loucos, não iremos nos conter, né?).
    Embora conduza a história com bom humor, Quinn, como se praxe, entrega um pano de fundo histórico impecável, o que torna a leitura extremamente fluida.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alison, é exatamente assim " leitura extremamente fluida". Nesta série, ela se supera e continua no espaço de DIVA. Impossível se conter, os diálogos são sensacionais.

      Beijoos

      Excluir
  2. Lays!
    A Julia sabe escrever um bom livro e uma protagonista excepcional e imprevisível, né?
    Li apenas o primeiro livro dessa série, quero ver se consigo ler os outros, inclusive esse que chamou muito minha atenção por se passar em uma embarcação.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy, além do Andrew ser o meu personagem preferido nesta série, o fato de ser em uma embarcação tb me chamou atenção.
      Para mim, este livro é o melhor dos "Os Rokesbys". Quando vc realizar a leitura, me conta o que achou.

      Beijooos

      Excluir
  3. Olá! ♡ Eu sou completamente apaixonada pelos livros da Julia Quinn, ela sempre cria diálogos e cenas divertidos e inteligentes, gosto que seus livros sempre são humorados e de fato, a gente sente vontade de participar da cena, de entrar dentro da história!
    Adorei que Poppy é uma Bridgerton, isso já me fez querer ler a história imediatamente kkk. Ela parece uma personagem maravilhosa e que faz jus ao sobrenome, quero muito conhecê-la!
    Nem conheço o Andrew, mas acho que já estou apaixonada por ele kkk.
    Adorei que o livro se passa na maior parte do tempo no mar, esse é um diferencial que me agradou demais. Eu amo quando romances de época se passam em outros lugares que não sejam em Londres ou em salões de baile.
    A Julia Quinn, como sempre, parece ter arrasado! No entanto que ela é destaque dentro do gênero em que escreve.
    Obrigada pela indicação, não vejo a hora de fazer essa leitura, que promete muitas risadas e momentos apaixonantes!
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rayssa, quando eu soube que este livro seria do Andrew com uma Bridgerton, eu fiquei eufórica.
      A Diva é incrível criando cenários humorados e inteligentes, concordo com vc.
      Olha, a cada livro que leio dela, me surpreendo em como ela tem o dom de se aperfeiçoar.
      Quando vc realizar a leitura, me conta?
      Fico louca, para conversar sobre os livros que leio.

      Beijoos

      Excluir
  4. Olá! Ahhhhhhhhhhhh.... Como não AMAR um livro da rainha JQ! Essa história foi muito divertida, Poppy é tão Bridgerton e Andrew já havia me conquistado lá no primeiro livro né, o melhor é que o livro tem romance, diversão e bastante ação, ingredientes perfeitos para uma leitura deliciosa. E essas capas são maravilhosas, a Arqueiro está de parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elizete, as cenas mais engraçadas - do primeiro livro- são as que o Andrew aparece, né??? Gente, minha paixão literária. Hauahauah
      Amei a capa tb. A Arqueiro está mesmo de parabéns.
      Beijooos

      Excluir
  5. Adoro livros que fazem o leitor dar boas risadas, ainda não conheço a escrita da autora, mas quero muito conhecer, ainda mais que tem essas mocinhas a frente do seu tempo. Fiquei imaginando como seria o convívio dos dois durante essa navegação e quando ela souber seu sobrenome. É uma leitura diferente devido não ter salões e nem as festas e sim uma embarcação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, aproveita e inicia com esta série. Vc irá ficar apaixonada! E me conta o que achou da escrita dela.
      O convívio deles é que faz a diferença. Eles aprendem muito sobre si e sobre o outro, na navegação.
      Beijoos

      Excluir
  6. Oiii ❤ Gostei muito desse livro, a Julia Quinn colocou vários momentos engraçados, além de ter criado personagens incríveis.
    Eu adorei a construção da Poppy e que a autora fugiu das mocinhas que costuma criar. Essa personagem é maravilhosa, cheia de vida, inteligente e tão curiosa. Foi ótimo também conhecer outro lado do Andrew que vemos em Uma Dama fora dos Padrões.
    Foi uma leitura bem leve e gostosa de se fazer, mas algo que me incomodou foi o fato do romance demorar para acontecer.
    Adorei esse livro, mas meu favorito dessa série ainda é Uma Marido de faz de Conta.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rayane, menina eu ficava ansiosa para ambos aceitarem os sentimentos. Mas amei o modo em que a escritora levou os acontecimentos.

      Um Marido de faz de conta é realmente muito bom. Mas como não amar um livro da Júlia Quinn???? Eu desconheço ( óbvio, há dois que eu menos gosto... Mas isso é um outro assunto srsrs)

      Adorei, o seu comentário!

      Beijoos

      Excluir
  7. Eu ainda não comecei a ler essa série. Mas, só mesmo a Julia Quinn para fazer a relação de um casal se desenvolver dentro de um navio pirata e conseguir elaborar diálogos que seja críveis e que façam o leitor se apaixonar juntos com os dois. Gente, essa mulher não existe kkkkkkkk
    Quero muito conhecer os Rokesbys.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Júlia é Diva demais, Nil!!! 🤗
      Impossível não criar empatia, por ambos, ao ler os diálogos. Vc se imagina, observando as cenas. São ótimas!!!!

      Quando conhecer a série, no conte o que achou.

      Beijoos

      Excluir
  8. Nunca li nenhum livro da Julia Quinn, entretanto, tenho uma amiga que ama os livros da autora, principalmente a série os Bridgertons. Vez por outra essa amiga comentava comigo o enredo de alguns livros, mas o fato é que nunca me interessei por romances de época. Contudo, a história desse livro despertou a vontade de lê-lo. Acho que o jeito como vc descreve a narrativa e a empolgação com que escreve essa resenha me deixou também empolgado para ler e intrigado com essa história. Depois vou pesquisar sobre essa série que, por enquanto, é uma trilogia. Quem sabe eu acabe virando um fã da Julia assim como minha amiga!? :)

    ResponderExcluir
  9. O livro parece ter muitos elementos que geralmente me seguram na leitura. Primeiro, as personagens principais, previamente apresentadas, são interessantes e apaixonantes. Esse espírito aventureiro é sempre bem-vindo. Gosto da ideia do enredo se passar dentro do navio. Diálogos quando bem feitos são ótimos e faz com que o leitor perceba as nuances de cada palavra. Essa série parece ótima.

    ResponderExcluir