Destaques

23 fevereiro 2020

Clube de Assinatura valoriza a cultura e literatura negra


Você conhece a livraria Africanidades? E o mais novo clube de assinaturas do mercado?
Não?! Então continua rolando a tela, ou o dedo...

LIVRARIA AFRICANIDADES


A Livraria Africanidades foi fundada em dezembro de 2013 por Ketty Valêncio, que teve a ideia de criar um livraria cujo o acervo fosse composto por obras especializadas em literatura afro-brasileira e feminista.

CLUBE DE ASSINATURA 


Com kits trimestrais e temáticos, o clube contará sempre com uma obra escolhida por curadoras especiais. A ideia é que as curadoras do clube sejam todas mulheres negras, e apesar de anunciarem os temas e as curadora,  as obras serão surpresa. 

“Nosso clube tem a intenção de ser uma ferramenta de estímulo à leitura por meio do protagonismo de pessoas negras e principalmente da valorização das narrativas realizadas pelas mulheres negras”, Ketty Valèncio em entrevista ao site Hypeness. 

A primeira curadora será a escritora Jarid Arraes, e o tema do kit é a Resistência Negra.

Percebem a importância que iniciativas como essa tem na valorização da cultura e da literatura negra? Quantos autores negros não foram "embranquecidos", como o próprio Machado de Assis, para poderem ser socialmente aceitos entre os "intelectuais"? Quantas autoras negras você leu no ano passado? Parecem coisas sem importância, mas não são. É por isso que este ano nós lançamos o desafio de ler autores completamente "fora da caixinha", e adivinhem: o tema de fevereiro é justamente um autor africano. 
Vamos ler juntos Chimamanda em fevereiro? 

Reações: 

Comentários via Facebook

8 comentários:

  1. Oooie
    Que máximo, muito legal esse clube de assinatura.
    Quero ler livros de autores de outras nacionalidades esse ano (é uma das minhas metas), sinto que estou lendo muito livros de autores americanos e quero expandir um pouco mais.
    Uma autora que está na minha metas literárias esse ano é Octavia Butler, que trabalha muito a questão do preconceito e do racismo em suas histórias.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lynn!
      Sabia que estamos com um projeto de leitura para 2020 com 12 livros com nacionalidades completamente "fora da caixinha"? O primeiro desafio era ler um autor polonês (lemos O último desejo). Em fevereiro é ler um autor africano. Dá uma olhada nesse link aqui e entra comigo no desafio. =) https://youtu.be/9yxJrqWNHFE

      Excluir
  2. Eu adoro esses clubes de assinatura e Prometi a mim mesma que tentaria ler mais livros escritos por personalidades negras esse ano Mas eu tenho um problema com clubes de assinatura Porque eu sou uma pessoa muito ansiosa e sempre fico eufórica para saber qual o lançamento vai estar na caixinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto de clubes de assinatura, mas nem é pelo livro... eu gosto é dos brindes que vem, pois normalmente são coisas lindas e que eu nunca teria acesso se não fosse pela caixinha do clube. Minha favorita é a Olwcrate. Meu sonho de princesa é receber a caixinha deles todos os meses...ai...ai...#sonhando

      Excluir
  3. Olá! Nem preciso comentar que a iniciativa é maravilhosa neh, simplesmente dispensa comentários! Quanto ao convite pode ser em março (estou meio que enrolada em fevereiro), já tenho até o livro dela aqui na minha estante!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li um livro dela este mês, e descobri que o livro é uma copilação de uma palestra do TED (outra, já conheci ela através de um livro que também era uma palestra do TED). Acho que vou ter que ler outro.... isso não deve contar como leitura, já que é uma palestra... não necessariamente uma história produzida por ela. Concorda?

      Excluir
  4. Não conhecia esse clube de assinatura, mas achei a proposta muito interessante, já que representatividade é tudo.
    Nunca cheguei a reparar nos autores que leio, mas a partir de agora vou tentar tomar mais cuidado e prestar atenção nas leituras que faço.

    ResponderExcluir
  5. Naty!
    Acho a iniciativa fabulosa e até gostaria de participar, mas fevereiro e março, por estar viajando e curtindo um pouco a vida ao lado da família, tudo fica mais complicado, as leituras, comentários, resenhas, etc... Quem sabe mais para frente.
    Gostei muito desse clube de assinatura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Instagram

© Perdida na Biblioteca - Notícias do Mercado Editorial para Leitores – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in