Amante Sombrio

05 agosto 2019


“Sente que não se enquadra, não é? Como se todos os outros se movessem a uma velocidade diferente, mais lenta. Acredita que é anormal, diferente, isolada. Irrequieta. Sente que algo está para acontecer, algo monumental, mas não sabe o que é, nem como evitar.”


Tenho que admitir, sou chata para leitura - com referência - de vampiros. Principalmente, após ler um que o vampiro brilha ( Me julguem!Rsrsrs).

Porém, em algum momento, neste ano, conversando com a Natália, a mesma comentou sobre a Irmandade da Adaga Negra. Logo, comecei a pesquisar e fiquei curiosa.

Ward criou um Universo surpreende. Nas primeiras páginas, o leitor percebe a criatividade, com um glossário, para que "mergulhemos neste novo mundo".


Vamos começar, com a curiosidade:
  • Esclarecimento fundamental: Os vampiros - nessa série, não se transformam através da mordida. E, sim, através das fêmeas, tanto vampiras quanto humanas. Contudo, o auge da transformação é aos  25 anos e nem sempre eles passam pela transformação - completa - com vida. Além disso, eles também se alimentam de comida humana, mas só o sangue (de algum vampiro) consegue mantê-los vivos.
"(...) Com um rosto tão aristocrático quanto brutal, parecia o rei que na realidade era por direito próprio e o guerreiro que o destino o tinha transformado. E a onda de perigo que o precedia, era sua melhor carta de apresentação.(...)" Descrição do personagem Wrath.
A leitura inicia, com os vampiros em guerra. E em meio a este momento delicado, um dos membros da Irmandade - Darius - possui um problema a mais... A preocupação se a filha "mestiça" sobreviverá a transformação.

Consequentemente, Wrath,o Rei da raça( que não aceita o sua responsabilidade hereditária) e líder da Irmandade , graças a um pedido inusitado, de seu amigo e irmão D., se vê no dever de auxiliar a repórter Elizabeth Randall - que não sabe que seu pai é um vampiro - a passar por este momento crucial que é a mudança que ocorre com o corpo de um vampiro aos 25 anos.
"Bem vindo ao maravilhoso mundo do ciúme — ele pensou. — Pelo preço de sua entrada, você ganha uma maldita dor de cabeça, um desejo quase irresistível de cometer um homicídio, e um complexo de inferioridade. Viva!"
Perdidos, do meu coração, assim começa a louca atração deste casal. Eu me pegava rindo, em vários lugares. 
Sim, me peguei odiando e gostando do Wrath.
A Beth é uma mulher incrível. E só ela para aguentar este Rei.

Beth é inclusa em um novo mundo. E vamos descobrindo  - junto com ela - essas facetas novas. O que instiga muito a apreciação do livro.

Demostrando o lado psicológico, do W., com todas as suas cicatrizes e culpas. Fora a sua situação de ser quase cego, que a classifica como uma fraqueza. Porque poderia colocar qualquer um, que esteja próximo, em perigo.
“-Droga, Leelan. Amo tanto você, que nunca fiquei tão assustado – quando ela pressionou os lábios dele com os seus, Wrath segurou-lhe a nuca, imobilizando-a. – Não acredito, que possa viver sem você.”
Com muitas cenas de luta e de adrenalina.

Amores, esqueçam todo aquele blá, blá, blá de vampiros. Esta coleção te mostra uma criatividade, que eu não esperava. Mesmo as cenas sensuais, são na medida. Ward, soube utilizar a escrita.

Desse jeito, a leitura flui de maneira muito boa. Mesmo com os termos desse mundo mitológico, que demoramos um pouco a nos acostumar.

Mas tenho que admitir, que o núcleo dos redutores é muito chato. Acredito que seja de propósito, para não criarmos empatia, por eles. Em alguns momentos, queria pular somente os momentos da equipe do Ômega.

Desculpa! Mas os redutores,
são "chatíssimos". Rsrsrs

Mas o melhor, dessa série, são os diversos núcleos simultâneos. Por isto, A narrativa é em terceira pessoa. Com vários pontos de vista, em cada capítulo. Como se fossem transições de cenas, de um episódio. Assim, sabemos - a todo o tempo - o que está acontecendo em diversos polos da narrativa.

Com isto, gostei deste livro "piloto". Uma boa introdução, a este mundo paranormal.

Escritora: J. R. WARD
Editora: Universo dos Livros
Série: Irmandade da Adaga Negra
Livro: 01
Páginas: 448
Título Original: Dark Lover
Ano de Lançamento, no Brasil: 2009
Resumão da série:

A saga nos remete a uma guerra, que ocorre no mundo ( No estilo: "Constantine").
Todavia, essa batalha é entre os seres místicos.

  • De um lado, a Irmandade da Adaga Negra com a mãe "Virgem Escriba"( formada pelos vampiros, que possuem estrutura de guerreiro - no início somente com os genitores escolhidos.);
  • Do outro lado, Os Redutores com o pai "Ômega" ( Seres que, anteriormente, eram humanos com má caráter. E, agora, lutam para exterminar os vampiros).
Não seria como DEUS E O DIABO, pois existe um Deus a cima dessas entidades. Afinal, a Virgem Escriba e o Ômega são irmãos.

Cada volume, tem como foco um vampiro que é envolvido com a Irmandade. Com cenas de lutas, amizade, lealdade e "calientes"( digna de uma estória de vampiros).

A Ordem da série( Não coloquei os pares, para o spoiler não ser demais Rsrsrs):

  • Livro 01 - Amante Sombrio (Wrath);
  • Livro 02 - Amante Eterno (Rhage);
  • Livro 03 - Amante Desperto ( Zsadist);
  • Livro 04 - Amante Revelado (Butch);
  • Livro 05 - Amante Liberto (Vishous);
  • Livro 06 - Amante Consagrado (Phury);
  • Livro 07 - Amante Vingado (Rehvenge);
  • Livro 08 - Amante Meu (John Matthew);
  • Livro 09 - Amante Libertada (Payne);
  • Livro 10 - Amante Renascido (Tohrment);
  • Livro 11 - Amante Finalmente (Quinn);
  • Livro 12 - O Rei (Sobre Wrath);
  • Livro 13 - Os Sombras (Trez);
  • Livro 14 - A Besta (Sobre Rhage);
  • Livro 15 - A Escolha (Xcor);
  • Livro 16 - A Ladra (Assail);
  • Livro 17 - Prisioneiro da Noite (Duran).
Obs.: Depois do 12º livro, estarei incluindo a ordem do Spin Off da Saga  - " Legado da Irmandade da Adaga Negra".


Sobre o J. R. Ward: 

A escritora "Jessica Rowley Pell Bird Blakemore", norte americana, nasceu em , começou a escrever ainda criança , com narrativas curtas. Porém, antes de iniciar a faculdade, escreveu o seu primeiro romance. 

Depois de algum tempo, conquistou duas formações:
  • História e História da Arte - com foco no período Medieval, em Smith College;
  • E em Direito, no Albany Law School.
Todavia, a carreira de escritora, se desenvolveu após o incentivo de seu marido "John Neville Blakemore III". E em 2002, consegue sua primeira publicação com o livro "Leaping Hearts".

Jéssica escreve com dois pseudônimos:
  • Como "Jessica Bird " - Romances Contemporâneos;
  • Como "JR Ward" - Romance Paranormal.
Em 2007 o "The Romance Writers of America" concedeu-lhe o "Prêmio Rita - de Melhor Romance Contemporâneo", pelo romance "From the First" e em 2008 "Prêmio RITA - de Melhor Romance Paranormal" para Amante Revelado. Ela, também, foi a número 2 na lista de best-sellers do New York Times de 2014.

Ficou curioso, em conhecer este novo Universo? Abaixo, está o link para adquirir o exemplar.

COMPRE O LIVRO 

9 comentários:

  1. Eu não conhecia a série, mas o universos dos vampiros é bastante fascinante para despertar meu interesse. Entrevista com vampiro foi um enredo que simplesmente me conquistou, mas depois da Saga Crepusculo, parece que tudo era igual e me saturou também. Gosto das inovações, de contar as coisas de um novo jeito, e , claro, fiquei interessado. Esse negócio de querer pular pedaços de um determinado núcleo já aconteceu comigo hehehe

    ResponderExcluir
  2. Olá! Confesso que relutei e muito em começar essa série, apesar de trazer um tema que adoro, são tantos livros que sempre bate aquele receio de não dar conta, não gostar e por ai vai. Mas depois de muito relutar, enfim me rendi e foi uma grata surpresa e vendo a resenha, acabei de lembrar que preciso retomar a leitura, nem lembro direito no qual eu parei (memória não é mais a mesma).

    ResponderExcluir
  3. Tenho esse livro,e li há um tempinho atrás.
    Eu achei a história interessante , principalmente por ser cheio de aventuras... E também de cenas calientes,rsrs.

    Bem,quem me conhece sabe que desde sempre o meu personagem favorito é sem dúvida alguma o Drácula.
    E livros que fazem menção aos seus "filhos", são sempre bem vindos.

    Vale super a pena essa leitura! :)

    ResponderExcluir
  4. Olá! ♡ Eu adoro livros que envolvam vampiros! Confesso que essa coisa de vampiro que brilha é bem esquisito, não te julgo kkkk.
    Quero muito poder ler os livros dessa série, mas no momento não estou dispondo de muito tempo para iniciar uma série longa como essa, apesar de que o que não me falta é vontade de conhecer esse universo incrível que a JR Ward criou, morro de curiosidade para conhecer os personagens que tanto vejo falarem. Vou tentar ler pelo menos o primeiro volume ainda esse ano! ♡
    Esse livro tem tudo para me agradar, eu amo romance sobrenatural, principalmente quando o mesmo conta com várias cenas de luta.
    Tô ansiosa para conhecer Wrath e Elizabeth, ambos parecem personagens muito bem construídos e cheios de personalidade.
    Obrigada pela indicação!
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  5. Gente, que saga enorme. Eu amo séries longas, tanto que sou fã numero 1 de Supernatural. Acho que eu me amarrar tendo essa historia em casa <3
    E amo sobrenaturais, especialmente vampiros. Achei legal isso dos vampiros poderem se alimentar de sangue e comida. Fica um pouco menos dark o que pode deixar mais atrante, rs.

    ResponderExcluir
  6. Entendi a referência a vampiros que brilham no sol kkkkk.
    Criativo o modo diferenciado dos vampiros se transformarem e serem nesse livro. Parece um livro intrigante, mas achei essa série bem grandinha ein. Mas se o assunto é vampiros, que mal tem?
    Adoro uma narrativa em terceira pessoa, lutas e adrenalina então, me deixam empolgada.

    ResponderExcluir
  7. Oiii ❤ Tenho muita curiosidade em ler essa série, já que ouvi falar muito bem da escrita da JR Ward. Faz tempo que não leio nenhum livro sobre vampiros, seria uma boa voltar a ler livros com esse tema com essa série.
    Também já li essa série do vampiro que brilha, hoje em dia acho bizarro, mas acredita que quando li alguns anos atrás (na minha fase adolescente) não achei nada estranho?! Rsrsrs.
    Achei muito genial da parte da autora criar num primeiro livro, uma personagem que não conhece o mundo dos vampiros, pois assim podemos descobrir mais sobre ele junto com Elizabeth.
    A mitologia criada pela autora é fascinante, é diferente de todas as outras que já conheci, algo que me faz querer ler a série.
    Gosto que a cada livro tenha maior enfoque em um personagem, assim dá pra conhecer bem cada um deles.
    Estou curiosa pra saber como será para Elizabeth se adaptar a esse mundo e ver o desenrolar de seu romance com Wrath.
    Com certeza vou querer fazer essa leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  8. Eu tneho os três primeiros livros dessa série e eu não comecei a ler ainda exatamente por causa do tal vampiro que brilha. kkkk Depois de Crepúsculo e toda a euforia em cima desses personagens peguei um pouco de trauma de vampiros. Mas já é um bom começo saber que não tem nada a ver, desde a criação do vampiro até o mundo que é totalmente novo e bem pensado.
    Vou tentar começar a ler logo.

    ResponderExcluir
  9. Tenho todos da série, quer dizer menos esse último que saiu esse ano, e já li todos que tenho, amo esse universo de vampiros e esses desses livros são bem diferentes do que tinha visto por aí, esse rei é uma comédia gosto muito dele, mas tenho o meu preferido, gosto muito da Beth ela tem muita garra. É uma série longa, mas vale muito a pena, mas queria saber quando vai acabar rs. Esses redutores são bem irritantes mesmo, mas tinha que ter algum inimigo se não qual seria a graça rs.

    ResponderExcluir